Arquivos de Tag: uma panela só

Ceviche de Abobrinha

English version

Ceviche de Abobrinha

Mamãe, que veio em uma visitinha-relâmpago, abriu a geladeira, viu umas abobrinhas e disse que tinha comido um ceviche de abobrinha não sei onde, não sei como, mas que tinha sido muito gostoso. Claro que eu fiquei curiosa – ceviche sem peixe? – então fui atrás de uma receita!

Achei uma que parecia bem interessante, mas deixava as tiras de abobrinha inteira. Ao fazer a minha versão, cortei as tiras com a mandolina, para ficarem bem fininhas, mas depois cortei em pedaços menores. Além de ser fácil, ficou uma delícia!

Você vai precisar de:

3 abobrinhas médias
½ cebola média, cortadas em tiras fininhas – eu esqueci de colocar na foto dos ingredientes! 😮
¼ de pimentão vermelho, picado em cubinhos miudinhos
Umas 2 pimentas-de-cheiro, picadas fininhas (opcional) – aqui, usei ½ catalán dulce, que é o que tem
½ maço de coentro, picado pequenininho
Suco de dois limões sicilianos
Sal, pimenta calabresa e pimenta-do-reino a gosto.

Ceviche de Abobrinha

Corte a cebola em fatias beeeeem fininhas. Coloque-as em uma tigelinha, acrescente o suco de um limão siciliano e reserve. Essa etapa ajuda a diminuir o ardor da cebola crua – não costumo fazer isso, mas a que eu usei estava BEM ardida! 😀

Enquanto a cebola descansa, corte a abobrinha em fatias beeeeem fininhas. Se tiver uma mandolina, melhor. Descarte o miolo, que é só semente mesmo. Depois de fatiar, corte a abobrinha em pedaços médios. Corte o pimentão, as pimentas-de-cheiro e pique o coentro.

Na tigela que for servir, misture a abobrinha, o pimentão, as pimentas-de-cheiro, o coentro e a cebola reservada. Coloque o suco do outro limão siciliano, tempere com sal, pimenta-do-reino e pimenta calabresa. Deixe macerar por uns 15-20 minutos e sirva como entrada, acompanhamento, lanchinho…. 😀

Anúncios

Borscht

English version

Borscht

Mês passado, minha tia me contou de uma sopa de beterraba que minha avó tinha feito uma vez, lá em 1900 e bolinha, mas tinha perdido a receita. Claro que fui conversar com a minha avó, mas ela só lembrava que a receita era russa, ou algo assim. Só podia ser borscht! Encontrei várias receitas, com várias formas de preparo distintas, e acabei decidindo juntar a receita da Ana com a do Chef John e fazer a minha! 🙂

Quem me conhece sabe que eu tenho opiniões fortíssimas sobre o vinagre (a saber: não é comida, é produto de limpeza!). Essa receita me fez mudar de opinião, ao menos temporariamente! Provei a sopa sem vinagre e provei com vinagre. Ficou muito melhor com! 😮

Falando em sopa, minha ex-professora Alessandra Siedschlag (sim, se você reconheceu o nome é ela mesma e agora eu sei que você assistia BBB) está fazendo um projeto super bacana: ela está fazendo e distribuindo sopa para os moradores de rua em São Paulo. E, claro, ela aceita ajuda! Seja em dinheiro, seja em doações de ingredientes/agasalhos/tempo para ajudar a descascar verduras… Se puderem, participem!

Voltando ao borscht, você vai precisar de:

3 xícaras de beterraba, cortadas em tirinhas/cubinhos
2 cenouras médias, cortada em cubinhos
1 cebola grande, cortada em cubinhos
2 talos de salsão/aipo, cortados em cubinhos
½ repolho branco, fatiado em tirinhas – usei ½ repolho porque o meu era um repolhão. Se o seu for do pequenininho, use todo!
2 litros de caldo de carne ou caldo de legumes, se preferir uma receita vegetariana
2 colheres (sopa) de vinagre
1 folha de louro
sal, pimenta e páprica

Borscht

Opcional, mas altamente recomendável:
Creme azedo (sour cream)*
Endro picadinho – no dia da foto, usei salsinha, mas depois provei com endro e fica maravilhoso

*Aqui é fácil de comprar, então usei o industrializado, mas você pode fazer o seu em casa: misture 240 mL de creme de leite fresco com 3 colheres (chá) de suco de limão. Mexa bem até engrossar e reserve por pelo menos 1 hora.

Essa receita é muito fácil: comece picando a beterraba, a cenoura, a cebola, o aipo e o repolho. Eu cortei a beterraba em tirinhas só porque achei que ia ficar bonito – não tem nenhuma explicação especial! 😀

Na panela que for fazer a sopa, coloque a cebola, o salsão/aipo e a cenoura com um pouco de manteiga (se for fazer para algum amigo vegano, use azeite!). Tempere com sal, pimenta e páprica e refogue por uns 5 minutinhos. Quando a cebola estiver transparente, acrescente o caldo, a beterraba e o repolho.

Tampe a panela. Cozinhe em fogo médio até levantar fervura. Abaixe o fogo e deixe cozinhar por uns 50 minutos, mais ou menos, até que a beterraba esteja macia. Prove o tempero, crie coragem e acrescente o vinagre. PRONTO, É ISSO.

Sirva com uma colherada generosa de creme azedo (menos para o seu amigo vegano) e um pouquinho de endro picado!

Macarrão com Camarões e Espinafre

English version

Macarrão com Camarão e Espinafre

Atrasamos, mas não falhamos! A receita não entrou na sexta-feira por um excelente motivo: estava viajando para a formatura da minha irmã!

Para abrirmos as Tertúlias do Mar, resolvi finalmente fazer uma das inúmeras receitas em vídeo salvas no Facebook – vocês também salvam mil coisas lá e nunca lembram de olhar? Tem algum grupo de apoio, viciados em salvar links anônimos? Tou precisando! 😀

De qualquer maneira, foi bom ter finalmente dado uma olhada nos links salvos. Essa é uma daquelas receitas bem facinhas, que só suja uma panela, sem mistério, mas que impressiona!

Para 2 pessoas, usei:

½ pacote de macarrão – usei espaguete, mas acho que um mais grosso, como o linguine mesmo, ficaria melhor. Ou, se você quiser realmente impressionar, use massa fresca!
8 colheres (sopa) generosas de manteiga
250 g de camarão fresco, sem casca e sem aquela veia nojentinha!
200 g de espinafre, cortado grosseiramente
2 dentes de alho, amassados – não precisa nem dizer que usei mais, né?
¼ de xícara de parmesão ralado
2 colheres (sopa) de salsinha
1 colher (sopa) de orégano
azeite, sal, pimenta-do-reino e páprica

Macarrão com Camarão e Espinafre

Comece cozinhando o macarrão de acordo com o tempo da embalagem. Enquanto ele cozinha, separe os demais ingredientes, porque o processo é vapt-vupt mesmo. Quando estiver al dente, escorra a água e deixe o macarrão no escorredor mesmo.

Na panela que você cozinhou o macarrão, coloque 2 colheres de azeite e umas 2 colheres de manteiga. Deixe aquecer até que a manteiga derreta e coloque os camarões. Tempere com sal, pimenta-do-reino e páprica. Frite os camarões por uns cinco minutos, mexendo para cozinhar por igual. Coloque o alho e deixe fritar por um minutinho.

Macarrão com Camarão e Espinafre

Agora é hora de colocar o espinafre, mexendo sempre até que ele murche. Coloque o macarrão, o resto da manteiga, o orégano, a salsinha e o parmesão, misturando bem até toda a manteiga derreter.

Sirva imediatamente!

Creme de Alho-Poró e Batatas

English version

Sopa de Batata e Alho Poró

Procurando uma receita para fechar bem a temporada de sopas, achei uma perdida no meu Pinterest. Como era do Chef John, não tinha como ser ruim, né? Então lá fui eu pro mercado comprar um ingrediente que quase nunca uso – alho-poró. Não tem nenhum motivo especial para não usar muito, só falta de hábito mesmo!

Como não tenho costume de cozinhar com esse ingrediente, nunca crio grandes expectativas em relação ao resultado. Assim, foi um quase choque descobrir o quão boa era essa sopa!!! Apenas a melhor que já fiz – e uma das melhores que já comi, modéstia à parte. Foi imediatamente alçada à condição de comfort food.  

Para reproduzir essa maravilha, você vai precisar de:

1 colher (sopa) de azeite

150 g de bacon (o Chef John usou prosciutto, e bem menos, mas aqui não trabalhamos com pouco bacon. Para veganizar a receita, ele sugere trocar o bacon por shiitake!)

6 alhos-porós (sem as folhas)

1,5 litros de caldo de carne (usei o caseiro, concentrado. Para veganizar, você pode usar o Caldo de Legumes ou um cubinho)

4 batatas médias

Sal, pimenta-do-reino, pimenta caiena

25o mL de creme de leite (para veganizar, creme de soja/arroz, etc)

Sopa de Alho Poró e Batata

Corte o alho-poró em pedaços médios e enxágue bem, para tirar um eventual restinho de terra que a gente realmente não quer sentir na sopa.

Coloque o bacon (ou o shiitake) e o azeite na panela da sopa e frite. Quando o bacon estiver meio frito, coloque o alho-poró e dê uma refogada de uns 2-3 minutos, só pra fazer uma graça. Coloque o caldo, tempere com sal, pimentas e deixe cozinhar por mais ou menos 30 minutos.

Enquanto cozinha, descasque e corte as batatas – deixe-as de molho em água para não escurecer.

Passados os 30 minutos, coloque as batatas e deixe cozinhar até que fiquem macias – se achar necessário, complete com mais água.

Quando as batatas estiverem macias, use o liquidificador (ou o mixer!) para bater bem a sopa. Volte a sopa à panela, acrescente o creme de leite e aqueça até começar a ferver. Sirva imediatamente, pensando “gente, mas fui eu que fiz isso mesmo? Eu sou o máximo, nossa, quem é Masterchef perto de mim, etc” 😀 😀 😀