Arquivos de Tag: tomate cereja

Tacos de Peixe

English version

Tacos de Peixe

O Sky adora comida mexicana. Eu gosto, bastante até, mas ele adora. E ele sempre falava “temos que fazer tacos de peixe”. E eu sempre achava meio estranho – taco não é com carne moída?

Essa é uma receita muito fácil. Na verdade, é tão simples que eu quase pensei em desistir de postar – mas é uma combinação tão gostosa e uma solução tão bacana para um almoço/jantar de fim de semana, que achei que seria uma boa adição às Tertúlias de Mar!

Para duas pessoas comerem bem, você vai precisar de:

Para o peixe:

400 g de filés de peixe, sem espinhas – usamos corvina branca, mas você pode usar o peixe que preferir.

Sal, limão, pimenta-do-reino e páprica para temperar o peixe

Para montar:

Tortillas de trigo – compre na seção de comidas mexicanas uma tortilla mais gostosa. Mas, em um momento de desespero, pode ser a tal da Rap10 mesmo, não vou julgar (muito)

Sour cream*

Salsa mexicana – opcional, mas muito gostoso! Se não encontrar, pode substituir por tomate, cebola e pimentão cortados bem picadinhos – não é a mesma coisa, mas vai dar certo

Tomates cereja cortados ao meio

Cebolas em meia-lua

Rodelas de abacaxi, cortadas em pedaços pequenos

Coentro!

*No Uruguai eu encontro sour cream pronto, mas fazer o seu em casa é rápido e vale a pena: misture 1 xícara de creme de leite fresco com 3 colheres (chá) de suco de limão, mexa bem até engrossar. Cubra com filme plástico e deixe na bancada, em temperatura ambiente, por mais ou menos 1 hora. Depois disso, pode levar para a geladeira.
 
Tacos de Peixe

Como eu disse, a receita é muito fácil! O primeiro passo é preparar o sour cream. Quando ele estiver pronto, tempere os filés de peixe com sal, limão, pimenta-do-reino e páprica. Deixe pegar gosto por uns 15-20 minutos e então doure-os em uma frigideira bem quente com algumas colheres de óleo – não é para fritar por imersão, tá? Quando o peixe estiver frito, corte em pedaços médios e reserve.

Enquanto os peixes fritam, aqueça as tortillas em outra frigideira. Basta colocar em uma frigideira bem quente, sem óleo, e dar uma esquentadinha dos dois lados (o processo demora uns 40 segundos de cada lado).

Agora só falta montar os tacos. Pegue uma tortilla, coloque alguns pedaços de peixe, um pouco de sour cream, salsa mexicana, cebola, tomatinhos cereja, abacaxi e coentro. Dobre a tortilla recheada no meio e sirva! 🙂

 

Salada de Feijão Fradinho e Bacalhau

Salada de Bacalhau e Feijão Fradinho

O Tertúlias virou blog – agora dá pra pesquisar por ingrediente e nome da receita… e temos o tão solicitado (pela minha mãe e minha tia) índice! E você também pode pinar as receitas (né, Anna Raíssa?)! 🙂

Enfim, depois da chutada de balde monumental que foram as festas de fim de ano (e também para fingirmos que estamos firmes e fortes na resolução de ano novo), é hora das comidinhas mais leves…

Ganhei da Lê (a mesma tia do primeiro parágrafo) um presente sensacional: o livro da Rita Lobo, Cozinha Prática. Gente, que livro bacana! As técnicas são explicadas de forma bem detalhada, as fotos são lindas, e as receitas são ótimas. A de hoje, que também está no site do Panelinha, é bem simples, bem facinha, mas espetacular! Comemos como entrada, como prato principal, como lanchinho… 🙂

Você vai precisar de:

1 1/2 xícara (chá) de feijão-fradinho cozido (sem caldo)
250 g de bacalhau dessalgado e desfiado
1 cebola
1 xícara (chá) de tomates cereja, cortados ao meio
2 colheres (sopa) de azeite
suco de 1 limão
1/4 xícara (chá) de salsinha (acho que centro ficaria bom também!)
sal e pimenta-do-reino moída na hora a gosto

 

Esta saladinha é bem fácil – ela fez com bacalhau congelado, então o método foi diferente. O meu era só salgado mesmo, então deixei de molho por 12 horas, trocando a água umas duas ou três vezes.

Pique a cebola e refogue com uma colher de azeite. Quando a cebola estiver douradinha, junte o bacalhau desfiado e dê uma refogadinha – coisa rápida, só para aquecer mesmo.

Salada de Bacalhau e Feijão Fradinho

Em uma tigela, misture a cebola e o bacalhau com o feijão fradinho e os tomates. Despeje o azeite e o suco de limão. Tempere com sal e pimenta (da próxima vez vou colocar páprica também, mas é porque eu sou viciada em páprica) e a salsinha.

Agora é só misturar! Você pode servir morninha ou levar à geladeira para esfriar. Eu gostei dos dois jeitos! Coloque no pratinho/potinho, regue com um pouquinho mais de azeite e mande bala!

Gazpacho

Gazpacho

Olha, não tá fácil. Tá quente. E, para piorar a situação, parece que reclamar do calor no Facebook não está adiantando. Para tentar conviver com a situação, além do combo picolé + praia, resolvi testar para esta #quintadeverão uma receita que sempre quis fazer, mas nunca lembrava de comprar os ingredientes: Gazpacho, a sopa de tomates espanhola servida fria.

Segui mais ou menos a receita do Chef John ( ♥ ♥ ♥ ♥ ). Se vocês não conhecem, recomendo fortemente! ACHO que tenho uma quedinha por ele. ACHO. 😀

Fiz a receita, tirei as fotos, botei para gelar e pensei “ah, vai sair algo gostoso daí”. Mas eu não tinha noção do QUÃO gostosa e forte era essa sopa! Sem exageros, foi uma das melhores coisas que já preparei na vida! Ela é BEM temperada, você sente que está comendo uma refeição propriamente dita, mas sem o calorão e o “peso” depois de comer, porque é só vegetal!

Você vai precisar de:

3 ou 4 tomates maduros, sem pele e sem semente
½ pepino descascado
½ pimentão da cor que você encontrar
½ cebola picada
1 colher (chá) de sal
½ colher (chá) de cominho – fundamental, não se esqueçam dele!!!
Orégano, pimenta caiena, pimenta do reino e páprica a gosto

2 ou 3 xícaras de tomate cereja
Suco de 1 limão
2 dentes de alho
1 ½ colheres (sopa) de shoyo
¼ de xícara de azeite de oliva

Manjericão para decorar

Retire a casca e as sementes dos tomates e corte-os em cubinhos pequenos. Corte o pimentão, a cebola e o pepino em cubinhos pequenos também. Em uma tigela média/grande, misture tudo. Acrescente o cominho, o orégano, as pimentas e o sal e misture bem. O sal vai ajudar a extrair o “suco” do tomate, então não se espante se formar uma piscininha de tomate no fundo da sua tigela… 😀

Enquanto a mistura descansa, jogue no liqui os tomatinhos cereja, o limão, o alho, o shoyo e o azeite. Bata BASTANTE! Quando estiver bem batidinho, sem nenhum pedacinho visível, respire fundo, pegue uma peneira e coe o “suco” do liquidificador sobre a sua tigela de tomate/cebola/pimentão/pepino. É meio chatinho, mas é importante coar para remover as cascas e sementes do tomate cereja. Outra opção é descascar e remover as sementes antes de bater, but AIN’T NOBODY GOT TIME FOR THAT!

Quando estiver tudo coado, despeje metade do conteúdo da tigela no copo do liqui e bata por uns dois minutinhos. Despeje de volta na tigela, cubra com plástico filme e leve à geladeira por pelo menos duas horas.

Sirva com o manjericão picadinho e umas torradinhas! Dizem que dura uns dois dias na geladeira. Aqui em casa não durou nem meia hora!