Arquivos de Tag: Tia Dona Mãe do Rafa

[Guest Post] Risoto de Carne com Brócolis

[Guest Post] Risoto de Carne e Brócolis

[Nota: Esta receita foi feita pela Tia Dona Mãe do Rafa
e escrita pelo Rafael e foi originalmente postada na página do Facebook.]

Cansei! Minha mãe fez tanta receita aqui nessa página que agora ela tem as próprias tag: Tia Dona Mãe do Rafa!

Dessa vez a receita é de risoto. Surpreendentemente fácil de fazer e, ainda por cima, delicioso. Destruímos a panela numa tacada só.

Tempo de preparo: 40 min

Ingredientes:

2 copos de arroz tipo arbóreo (ou qualquer outro pra risoto)
4 a 5 copos de água
1 fio de azeite (ou 1 colher de manteiga)
1 cubo de caldo de carne [Nota: NÃO, usem o caldo de legumes caseiro!]
1 cebola pequena bem picada
3 dentes de alho amassados
400-500 g de alcatra cortada em cubinhos
1 copo de vinho tinto
1 copo de brócolis picado (opcional)
1/2 copo de cebolinha picada
sal e pimenta-do-reino a gosto
queijo parmesão ralado

Modo de Preparo:

A palavra chave pra essa receita ser fácil e dar certo é preparação. Apenas deixe a carne e o brócolis já picadinhos, bem como o restante dos ingredientes à disposição, como mostrado no nosso MISE EN PLACE (aprendi a expressão esse final de semana e vou usar sempre que puder, porque soa CHIQUE #mejulguem). Aqueça a água com o tablete de caldo de carne e mantenha-a sempre quente ao longo de todo preparo.

O resto é fácil. Refogue a carne picada com azeite (ou manteiga), cebola, alho, sal e pimenta até dourar. Acrescente o arroz arbóreo ou qualquer outro tipo que seja próprio para risoto (sim, tem de ser esses. Não, não faça substituições.) e mexa por 3 minutos. Adicione o vinho e mexa até que ele seja absorvido/evapore. Acrescente o brócolis e uma concha daquela água quente com caldo. Vá mexendo SEMPRE até que o líquido quase seque. Mexer é importante para que o grão solte bastante amilose e o risoto fique cremoso. Repita o processo de adicionar concha de água e mexer até que o arroz esteja ‘al dente’ (ir provando é importante, leva cerca de 18 minutos). Desligue o fogo e acrescente o queijo e a cebolinha, sempre mexendo. Sirva e seja feliz.

Para aprender um pouco mais sobre os tipos de arroz para risoto, acessem esse link aqui.

Anúncios

[Guest Post] Costela com Mandioca

[Guest Post] Costela com Mandioca

[Nota: Esta receita foi feita pela Tia Dona Mãe do Rafa
e escrita pelo Rafael e foi originalmente postada na página do Facebook.]

Aproveitando essa chuva aqui no sudeste, vamos para uma receita de se comer SUANDO. Minhas férias foram recheadas de delícias da culinária mineira e, dessa vez, vou compartilhar com vocês a costela com mandioca que minha mãe fez! Parece difícil, mas não é!

Tempo de preparo: 1h30min

Ingredientes:
• 1 kg de costela de vaca MAGRA (a costela, não a vaca)
• 500 grs de mandioca descascada
• 1 lata de tomates pelados
• Azeite
• Temperos: cebola, alho, pimenta do reino e pimenta biquinho

Modo de Preparo:
Numa panela de pressão, doure a cebola e o alho no azeite, acrescentando em seguida a costela picada (peça pro açougueiro picar, pelamor de deus, que dá menos trabalho), juntamente com sal e pimenta do reino a gosto. Eu frisei o uso de uma costela magra, pois essa carne já vem naturalmente com muita gordura. Então mesmo que você escolha a costela mais magra do açougue, ainda vai ter aquela gordurinha pra dar sabor.

Enfim, frite a carne até estar bem douradinha. Acrescente a lata de tomates pelados e água suficiente para cobrir os pedaços de carne. Cozinhe por 40 minutos na pressão. Retire a pressão, acrescente os pedaços de mandioca e mais água quente, se necessário. Cozinhe por mais 15-20 minutos. Finalize com cheiro verde e pimenta biquinho pra dar aquele visual e um sabor a mais. Pra acompanhar, apenas arroz branco já está ótimo!

[Guest Post] Escondidinho de Mandioca com Carne Seca

[Guest Post] Escondidinho de Mandioca

[Nota: Esta receita foi feita pela Tia Dona Mãe do Rafa
e escrita pelo Rafael e foi originalmente postada na página do Facebook.]

Aproveitando as férias na casa da minha mãe, aqui vai outra receita dela de babar. Comemos MUITO, mesmo nesse calorão. Então é porque vale a pena!

Aviso obrigatório: pela lei, preciso informar que foi minha mãe que fez a receita e detém o copyright.

Tempo de preparo: 1h30min

Ingredientes:
• Carne seca (500 g)
• Mandioca (1kg)
• 1 tomate picadinho
• Cebola, alho, cheiro verde, pimenta do reino e azeite a gosto.
• Queijo ralado (muito, de preferência)

Modo de Preparo:
Lembra aquela carne seca que ensinei a preparar aqui?

Pois é, depois de dessalgada, cozida e desfiada, refogue-a com tomate picadinho, pimenta do reino, cheiro verde, cebola, alho e azeite. Não acrescente sal. Reserve.
Cozinhe mandiocas DECENTES* (se quiser usar pressão, fique a vontade). Depois de cozidas, utilize a técnica de sua preferência para processá-las com um pouco de água, até obter um purê bem grosso. Aqui em casa acabou que botamos muita água e ficou mais na consistência de caldo. No entanto, devo dizer que não prejudicou em nada a receita e quase morremos de comer mesmo assim. Então vá lá, use mixer, processador, liquidificador ou o muque mesmo. Precisa de sal? Sim, um pouco, mas cuidado pra não exagerar porque a carne seca já é bem salgada. Reserve.

Pegue potinhos OU uma forma grande e faça a primeira camada de mandioca. Coloque a carne seca por cima e junte uma bolota de requeijão se quiser. Cubra com mais uma camada de mandioca. Despeje toneladas do queijo de sua preferência por cima.

Por favor, não use muçarela, pois fica muito rançoso. Recomendo o bom e velho parmesão SEM SER DAQUELE DE SAQUINHO, porfa, que isso é indigno.

Gratine. Sirva. Aqui decoramos com salsinha e pimenta biquinho que não arde e dá um mega sabor *-*

*nota: mandioca decente só aqui na feirinha de Passos-MG mesmo. Venham.

[Guest Post] Manjar de Coco

[Guest Post] Manjar de Coco

[Nota: Esta receita foi feita pela Tia Dona Mãe do Rafa
e escrita pelo Rafael e foi originalmente postada na página do Facebook.]

Esse doce é para surpreender você e as visitas. Você ficará surpreso de como é fácil fazê-lo e as visitas ficarão surpresas com o sabor incrivelmente suave. Pontos negativos: todo mundo vai ficar pedindo e você terá de fazer esse bendito manjar direto. Como sempre, mais uma receita patrocinada pela senhora minha mãe Ana Lucia (a mão nas fotos~) ;D

Tempo de preparo: 30 min

Ingredientes:
• 1 litro de leite
• 4 colheres de sopa de maisena
• 1 lata de leite condensado
• 1 vidro pequeno de leite de coco
• 2 xíc. de açúcar
• 2 xíc. de água
• 300 grs de ameixas sem caroço

Não vou enrolar no passo a passo porque o negócio é simples mesmo. Misture o leite, o leite condensado e o leite de coco numa panela (pode ser leiteira). Adicione a maisena aos poucos, dissolvendo ela num copo separado com um pouco do leite (isso evita que ela empelote). Leve ao fogo até engrossar. Ficou muito fino? Taca mais maisena. Jogue tudo dentro da forma de pudim e reserve.
Para a calda, basta caramelizar o açúcar e jogar a água com as ameixas em seguida. Deixe engrossar e jogue por cima do manjar na forma. Pode jogar antes também, para dar aquela distribuída. Daí é só geladeira até endurecer um pouco. Sirva para as pessoas e conquiste corações. Boa noite.

[Guest Post] Charutos “Larga Mão”

[Guest Post] Charuto

[Nota: Esta receita foi feita pela Tia Dona Mãe do Rafa
e escrita pelo Rafael e foi originalmente postada na página do Facebook. E este foi o primeiro guest post da página, ou seja: este é um guest post INCEPTION – o primeiro de vários!]

Podem falar que é marmelada, que é nepotismo, mas o fato é que não tinha como não postar essa receita da minha mãe!

Tempo de preparo: vixe…

Calorias: amg não tem ninguém contando

Ingredientes:
1 kg de carne moída
2 xíc. de arroz
Bacon a vontade
1 repolho
Temperos: limão, pimenta do reino, alho, cebola e sal.

Dentre as desvantagens de se morar longe de casa, uma das maiores é, sem dúvida, o desejo irrealizável de comer aquele prato especial da sua mãe. Mas a vida é feita de lutas, meus caros. O sonho de ontem é a realidade do amanhã! Sendo assim, imbuído desse espirito saudosista, liguei para a minha progenitora, a fim de que ela me ensinasse a fazer CHARUTOS. Pois bem. Fui atendido e, após alguma insistência, a explicação começou. Eu já podia sentir o cheiro do delicioso quitute árabe sendo preparado. Ledo engano. Eu estava apenas na minha 34ª pergunta sobre como cortar os repolhos quando minha mãe disse: “Olha, você pode fazer assim e assado…ou então, larga mão Rafael. Muito complicado. Faz outra coisa, tá?” Meu mundo caiu. Desconsolado, fui fazer outra coisa, pois pedido de mãe a gente tem de acatar. Contudo, não desisti antes de arrancar a promessa de que faríamos o prato juntos, na minha próxima visita. Bem, finalmente a minha hora chegou e, após muitas risadas, fotos e cervejas com minha mãe, estou aqui para ensinar-vos a preparar charutos.

A primeira coisa é o recheio. Essa parte é bem simples, pois basta misturar a carne, o arroz e os temperos a gosto. A parte mais complicadinha, porém totalmente factível, é cortar as folhas do repolho. Prepare uma panelona com água quente e deixe ela lá no fogo. Comece cortando o talo da folha do repolho na parte de baixo (ver foto 1) e vá destacando as folhas com muito cuidado para que elas não se rasguem. Caso elas estejam se rasgando com muita frequência, mergulhe o repolho inteiro na água quente e deixe um minutinho. Prossiga retirando as folhas. Tenha em mente que uma folha rende 2 charutos médios. Corte a parte mais saliente do talo (ver foto 2) e jogue a folha na água quente por uns 5 minutos, para dar uma amolecida. Cuidado para não deixá-la muito molenga. Em seguida, divida a folha ao meio, removendo o restante do talo (foto 3).

Ufa! Agora é montar o charuto propriamente dito: coloque o recheio por cima da folha (ver foto 4) cobrindo-o com a parte de baixo e dobrando as laterais (ver foto 5). Termine de enrolar com a parte de cima e vire o charuto para que ele fique preso (foto 6).

[Guest Post] Charuto

Repita o processo até acabar o seu recheio ou a sua paciência, o que vier primeiro. Dá para fazer ele menorzinho, mais delicado? Fiquem com a resposta da minha mãe: “Até dá, mas eu não vou ficar aqui enrolando charutos o dia inteiro”.

Agora é só alegria: organize os charutos na panela fazendo camadas de charuto e de tomate com cebola. Jogue um caldo de carne esfarelado na água para dar um gosto a mais. Deixe no fogo até que o arroz esteja cozido (com cuidado, abra um furinho em um dos charutos para verificar). Acabou? Polvilhe queijo por cima se quiser e aí é só servir.