Arquivos de Tag: nozes

Barrinhas de Chocolate Coco e Nozes

English version

O blog estava paradinho, né? Agosto foi um mês BEM zoado, mas terminou da melhor maneira possível, então estamos de volta!

Quando vi essa receita, decidi adaptar de levinho, só para trocar o “Karo” (aff) por mel de verdade. Fui ao mercado e comprei nozes pecã, mas esqueci que a receita pedia 3 xícaras e comprei só um pacotinho! Então, tive que adaptar também, reduzindo a quantidade para duas xícaras e colocando metade nozes pecã e metade nozes mariposa. Aí, quando fui separar os ingredientes para fazer a foto, percebi que não tinha gotas de chocolate nem coco em flocos em quantidade suficiente – então usei chocolate picado e completei o coco com coco ralado comum 😀 Mas com todas essas adaptações, as barrinhas ficaram ótimas! 🙂

Para uma forma de 20 x 30 cm, você vai precisar de:

Base:
1 ¾ xícaras de farinha de trigo
¾ xícara de açúcar de confeiteiro
¼ xícara de cacau em pó, sem açúcar
¾ xícara (170 g) de manteiga gelada, cortada em cubinhos

Camada de chocolate delícia:
1 ½ xícara de gotas de chocolate – eu usei chocolate em barra, picado, e completei com discos de chocolate, ambos 70%

Cobertura:
3 ovos grandes
¾ xícara de açúcar mascavo – pressione bem na xícara medidora
¾ xícara de mel
¼ xícara (60 g) de manteiga, derretida – sim, manteiga de novo, não é erro! 😀
1 xícara de coco em flocos adoçados – eu usei uma mistura de coco em flocos NÃO adoçados e coco ralado
2 xícaras de nozes pecãs – eu usei uma mistura de nozes pecãs e mariposa, mas acho que ficaria bem gostoso usando avelãs em vez de nozes!

Barrinhas de Chocolate Coco e Nozes

Como a maioria das receitas de barrinhas, comece preparando a forma: unte uma assadeira de 20 x 30 cm e cubra-a com papel alumínio, deixando uma “alça” para facilitar na hora de retirar da assadeira. Unte BEM o papel alumínio, tomando cuidado para não rasgar. Preciso reforçar o conceito de untar BEM o papel alumínio: não fiz isso (gente, agosto é zoado mesmo) e um pedaço GRUDOU de um jeito que não teve como desgrudar! 😦

Em outra assadeira, coloque as nozes, sem empilhar. Asse por uns 10 minutinhos, sacudindo de vez em quando, só para dar uma leve tostada. Reserve.

Em uma tigela, misture a farinha de trigo, o açúcar de confeiteiro e o cacau em pó usando um fuê. Adicione a manteiga gelada e esmague os pedacinhos com a ponta dos dedos, até obter uma farofinha. Pressione essa farofinha no fundo da assadeira preparada e asse em forno pré-aquecido por 15 minutos.

Assim que retirar a base do forno, despeje as gotinhas de chocolate (ou chocolate picado) uniformemente sobre a massa – o chocolate vai derreter rapidinho, formando uma camada bem gostosa 😀

Deixe esfriar sobre uma gradinha por pelo menos 30 minutos.

Em uma tigela, bata levemente os ovos com um fuê. Adicione o açúcar mascavo, o mel e a manteiga derretida. Misture bem até que todos os ingredientes estejam incorporados. Acrescente o coco e as nozes.

Despeje essa mistura sobre a base e leve para assar em forno pré-aquecido por mais ou menos 35 minutos, ou até que a cobertura esteja firme e as bordas estejam douradas. Deixe esfriar por uma hora e então leve à geladeira por mais uma hora.

Use as “alças” de papel alumínio para retirar as barrinhas da forma. Coloque-as sobre uma tábua. Corte-as com uma faca bem afiada e sirva!

Anúncios

Pão de Chocolate

English version

Pão de Chocolate

Quando a minha mãe comprou a máquina de fazer pão, lá em 2000 e bolinhas, uma das receitas da máquina era justamente pão de chocolate. Ficamos super curiosas e fizemos, mas o pão ficou só ok e nunca mais repetimos. Mês passado, quando encontrei essa receita do David Lebovitz, resolvi que era hora de dar uma segunda chance à ideia de um pão de chocolate.

Não se iluda: isso não é um bolo. Também não é um pão fofinho com um leve aroma de chocolate. Esse pão denso tem um sabor forte de chocolate e fica maravilhoso tostado com manteiga!! Perfeito para um café da manhã especial, digamos… um café da manhã de aniversário! 😀

Você vai precisar de:

55 g (4 colheres [sopa]) de manteiga
85 g de chocolate amargo – usei 71%
¾ xícara de leite integral, morno
2 ¼ colheres (chá) de fermento de pão, seco
75 g (6 colheres [sopa]) açúcar
1 ½ colher (chá) de café solúvel – opcional, mas recomendável!
1 ovo
½ colher (chá) de baunilha
½ colher (chá) de sal
280 g (2 xícaras) de farinha
¼ xícara de cacau em pó
90 g (3/4 de xícara) de gotas de chocolate, ou chocolate picado – usei gotas, 50%
70 g (½ xícara) de nozes, amêndoas ou avelãs picadas – também opcional, também altamente recomendável! Usei nozes.

Pão de Chocolate

Comece derretendo o chocolate amargo e a manteiga em fogo bem baixinho. Quando derreter, retire do fogo e deixe esfriar.

Em uma tigela grande, coloque o leite morno, o fermento e uma colher do açúcar. Misture e reserve por 10/15 minutos. Quando a mistura estiver com uma camada que parece espuma de cerveja, é hora de acrescentar o resto do açúcar, o café solúvel (se estiver usando), o ovo, a baunilha e o sal.

Como o cacau em pó tende a formar bolinhas, peneire metade dele com metade da farinha diretamente sobre a tigelona. Misture com uma espátula de silicone. Acrescente o chocolate derretido, misture um pouco mais e peneire o resto do cacau e o resto da farinha. Misture bem com a espátula.

Se você tiver uma batedeira planetária, use o batedor em formato de gancho e bata por cinco minutos – a massa vai descolar do fundo rapidinho, mas continue sovando. Você também pode sovar no muque (a receita original dizia para misturar vigorosamente com a espátula por cinco minutos), mas resista à tentação de adicionar mais farinha. A massa é mais úmida do que uma massa de pão comum mesmo!

Cubra a tigela e deixe crescer por duas horas em um lugar quentinho. Passado esse tempo, misture as gotas de chocolate e as nozes. Coloque a massa em uma forma de bolo inglês de 23 cm, untada.

Cubra a forma e deixe crescer por uma hora. Asse em forno pré-aquecido por mais ou menos 40 minutos. O pão está pronto quando a casa estiver cheirando a chocolate e, quando você der batidinhas nele, ouvir um som oco.

Agora vem a parte difícil: espere esfriar completamente antes de cortar!

Fudge de Chocolate e Nozes

English Version

Para abrirmos a série de receitas de Natal, também conhecida como presentes de comer, resolvi fazer uma receita que sempre morri de curiosidade. Quando era criança, alguns livros que lia falavam que não sei quem tinha feito fudge para o Natal e, claro, Honeydukes vendia Fudge Flies! (fim do momento #Potterhead)

Li inúmeras receitas de fudge: umas mais complicadas, que exigiam termômetro e muita paciência, e umas mais simples. Lógico que escolhi a mais simples, a da Patricia Scarpin! Escrevendo este post, descobri que adaptei involuntariamente a receita – li errado na hora de fazer e coloquei só meia xícara de leite condensado em vez de meia lata! 😀

Essa receita é ÓTIMA para dar de presente, porque é diferente, aguenta bem fora da geladeira, é uma delícia e…. é muito fácil de fazer! Bem menos estressante do que tentar entrar em um shopping a essa altura do campeonato!

Para fazer a receita que eu fiz, você vai precisar de:

1/2 xícara de leite condensado

330 g de chocolate meio amargo, picado – como a receita é praticamente só chocolate, escolha um chocolate bom! Aqui encontrei um chocolate belga maravilhoso, 64% cacau, que já vem nessas pastilhas – e sai mais barato do que comprar em barra!

1 colher (sopa) de água

1 colher (chá) de extrato de baunilha – usei mais porque meu extrato caseiro ainda está novo, não está muito forte.

Nozes picadas a gosto – totalmente opcional. Você pode substituir por avelãs, amêndoas, confeitos… ou não usar.

Fudge de Chocolate

Comece forrando uma assadeira de 20 x 20 cm com papel alumínio/papel manteiga, só para facilitar na hora de tirar. Eu costumo deixar umas “alças”, fica ainda mais fácil!

Pique o chocolate em pedaços pequenos – se estiver usando chocolate em pastilhas, nem precisa picar. Em uma panela de fundo grosso, coloque o chocolate, o leite condensado e a água. Cozinhe em fogo baixo, misturando sem parar, até que o chocolate derreta completamente.

Quando o chocolate estiver derretido, você vai notar que o fudge está em uma consistência diferente, mais durinha do que um brigadeiro. É isso mesmo. Misture a baunilha, transfira para a forma e alise a massa.

Despeje as nozes sobre o fudge, pressionando levemente para que “grude” – fiz uma vez sem pressionar e as nozes caíram quando o fudge esfriou #fail. Cubra com plástico-filme e leve à geladeira por umas duas horas, até firmar bem.

Retire da forma com o auxílio das alças e corte em quadradinhos pequenos! Ele dura até uma semana na geladeira, em tese. Aqui, durou mais ou menos umas três horas… 😀

Panetone Gourmetizado, Porém Gostoso

1

Talvez você tenha recebido uns panetones sem graça no amigo oculto da firma e não saiba o que fazer com eles. Ou talvez você tenha sido convocado a levar uma sobremesa para a ceia de Natal, mas tem horror a pavê e rabanada. Ou ainda uma combinação dos dois. Uma hipótese menos provável é que você, como eu, ame panetone, ame ganache e tenha uma mente obesa. Todas estas são ótimas razões para testar esta receita!

Como não estava num espírito completamente chutador de balde, fiz UM minipanetone recheado. Autocontrole aqui é mato! (#sqn). Se você quiser fazer esta receita com um panetone de 500 g, multiplique todas as quantidades por cinco.

Para um MINIPANETONE, você vai precisar de:

50 g de chocolate em barra – eu usei chocolate 70%, mas você pode usar o que preferir
50 g de creme de leite fresco ou de caixinha (dizem que com o de lata não funciona – aqui não tem creme de leite em lata, só o fresco mesmo, então não sei)
20 g (ou “um punhadinho”) de nozes picadas
Frutas vermelhas para decorar.

Comece fazendo a ganache – que, pelo nome, parece um treco mega difícil e na verdade é a coisa mais fácil do planeta. Em uma tigela, coloque o chocolate picado e reserve. Esquente o creme de leite em uma panela até começar a fazer borbulhinhas nos lados. Despeje o creme de leite sobre o chocolate picado, espere alguns segundos e misture bem até derreter tudo. PRONTO. É isso a ganache. Acrescente as nozes picadas e reserve. Ela vai engrossar enquanto esfria, então não se apoquente.

Enquanto a ganache esfria, corte uma tampa do panetone e “cave” por dentro – veja a foto, vai ser bem mais fácil.

5

Discretamente, coma o miolinho que você retirou enquanto espera a ganache esfriar. Recheie o panetone e passe um pouco de ganache na tampa, para “colar” na base.

Cubra o panetone com o resto da ganache, decore com frutas vermelhas e leve à geladeira até o recheio firmar bem. Tente não devorar tudo de uma só vez, é feio.

Brownie

Brownies

Calorias: nenhuma, visto que a receita é batida à mão.

Receita (seguida quase à risca) da Technicolor Kitchen

5 colheres (sopa) – 70g – de manteiga sem sal
1 barra (180 g) de chocolate amargo (usei o 72%)
¾ xícara (150 g) de açúcar
2 ovos grandes
1 colher (chá) de extrato de baunilha
1 pitada generosinha de sal
1/3 xícara (47 g) de farinha de trigo
1 xícara (115 g) de nozes picadas

Eu tenho balança e sempre peso tudo, mas deixei as medidas em xícaras para facilitar. USE XÍCARAS E COLHERES DE MEDIDA!!! Sempre! E nem me venha com preguiças, essa receita é muito fácil!

Forrei uma assadeira de 20×20 cm com papel alumínio, untei com manteiga e coloquei dentro de outra assadeira. Fiz isso porque a receita mandava! Acho que é para assar mais devagar embaixo, permitindo assim que o brownie seque em cima, formando a casquinha amor eterno.

Em uma panela bem maior do que você precisaria, derreti o chocolate e a manteiga em banho-maria, mexendo de vez em quando. Enquanto o chocolate derretia, coloquei as nozes no processador e usei a tecla pulsar algumas vezes para picar. Achei o resultado melhor do que cortar com a faca, mas avalie se você acha necessário sujar seu processador só pra isso. Retirei do fogo. Adicionei o açúcar e mexi com um fuê (quem não tem fuê usa garfo mesmo, tudo é festa). Juntei os ovos e a baunilha e misturei bem. Adicionei a farinha e o sal, mexi bem até incorporar e acrescentei as nozes. Despejei a mistura na assadeira, tentando dar uma alisadinha pra ficar mais bonitinho e assei por mais ou menos 30 minutos.

Usei o papel alumínio como uma “alça” pra retirar a massa de dentro da forma. Botei na minha gradinha amiga e deixei esfriar um pouco, mas não foi possível esperar muito porque o cheiro do brownie me hipnotizou. Daí foi só cortar em quadradinhos e me controlar profundamente para não comer tudo antes da Anna chegar! 😀