Arquivos de Tag: mel

Barrinhas de Chocolate Coco e Nozes

English version

O blog estava paradinho, né? Agosto foi um mês BEM zoado, mas terminou da melhor maneira possível, então estamos de volta!

Quando vi essa receita, decidi adaptar de levinho, só para trocar o “Karo” (aff) por mel de verdade. Fui ao mercado e comprei nozes pecã, mas esqueci que a receita pedia 3 xícaras e comprei só um pacotinho! Então, tive que adaptar também, reduzindo a quantidade para duas xícaras e colocando metade nozes pecã e metade nozes mariposa. Aí, quando fui separar os ingredientes para fazer a foto, percebi que não tinha gotas de chocolate nem coco em flocos em quantidade suficiente – então usei chocolate picado e completei o coco com coco ralado comum 😀 Mas com todas essas adaptações, as barrinhas ficaram ótimas! 🙂

Para uma forma de 20 x 30 cm, você vai precisar de:

Base:
1 ¾ xícaras de farinha de trigo
¾ xícara de açúcar de confeiteiro
¼ xícara de cacau em pó, sem açúcar
¾ xícara (170 g) de manteiga gelada, cortada em cubinhos

Camada de chocolate delícia:
1 ½ xícara de gotas de chocolate – eu usei chocolate em barra, picado, e completei com discos de chocolate, ambos 70%

Cobertura:
3 ovos grandes
¾ xícara de açúcar mascavo – pressione bem na xícara medidora
¾ xícara de mel
¼ xícara (60 g) de manteiga, derretida – sim, manteiga de novo, não é erro! 😀
1 xícara de coco em flocos adoçados – eu usei uma mistura de coco em flocos NÃO adoçados e coco ralado
2 xícaras de nozes pecãs – eu usei uma mistura de nozes pecãs e mariposa, mas acho que ficaria bem gostoso usando avelãs em vez de nozes!

Barrinhas de Chocolate Coco e Nozes

Como a maioria das receitas de barrinhas, comece preparando a forma: unte uma assadeira de 20 x 30 cm e cubra-a com papel alumínio, deixando uma “alça” para facilitar na hora de retirar da assadeira. Unte BEM o papel alumínio, tomando cuidado para não rasgar. Preciso reforçar o conceito de untar BEM o papel alumínio: não fiz isso (gente, agosto é zoado mesmo) e um pedaço GRUDOU de um jeito que não teve como desgrudar! 😦

Em outra assadeira, coloque as nozes, sem empilhar. Asse por uns 10 minutinhos, sacudindo de vez em quando, só para dar uma leve tostada. Reserve.

Em uma tigela, misture a farinha de trigo, o açúcar de confeiteiro e o cacau em pó usando um fuê. Adicione a manteiga gelada e esmague os pedacinhos com a ponta dos dedos, até obter uma farofinha. Pressione essa farofinha no fundo da assadeira preparada e asse em forno pré-aquecido por 15 minutos.

Assim que retirar a base do forno, despeje as gotinhas de chocolate (ou chocolate picado) uniformemente sobre a massa – o chocolate vai derreter rapidinho, formando uma camada bem gostosa 😀

Deixe esfriar sobre uma gradinha por pelo menos 30 minutos.

Em uma tigela, bata levemente os ovos com um fuê. Adicione o açúcar mascavo, o mel e a manteiga derretida. Misture bem até que todos os ingredientes estejam incorporados. Acrescente o coco e as nozes.

Despeje essa mistura sobre a base e leve para assar em forno pré-aquecido por mais ou menos 35 minutos, ou até que a cobertura esteja firme e as bordas estejam douradas. Deixe esfriar por uma hora e então leve à geladeira por mais uma hora.

Use as “alças” de papel alumínio para retirar as barrinhas da forma. Coloque-as sobre uma tábua. Corte-as com uma faca bem afiada e sirva!

Anúncios

Pãezinhos de Mel

English version

Pãezinhos de Mel

Quando eu morava em Brasília, eu e meus amigos do trabalho de vez em quando chutávamos o balde e almoçávamos no Texas Roadhouse Grill, que tinha um pãozinho de couvert maravilhoso. Eu sempre ameaçava ir lá só para comer o pãozinho e tomar chopp, sem pedir almoço mesmo! Infelizmente, nunca fiz isso. Mas também nunca esqueci do pãozinho.

Continuando as Tertúlias de Pãozinho, resolvi fazer uma receita que tinha pinado despretensiosamente no Pinterest. Não parecia nada demais: um pãozinho bem fofinho, pronto. Fácil e simples. Quando saiu do forno, pincelei a manteiga de mel, peguei um pãozinho e dei outro pro Sky. Mordemos e falamos quase junto “é o pãozinho do Roadhouse!”. 😀

Você vai precisar de:

240 mL (1 xícara) de leite integral, morno
2 1/4 colheres (chá) de fermento biológico seco
1/2 colher (chá) de açúcar
80 g (1/4 xícara) de mel
1 ovo + 1 gema
60 g (1/4 xícara) de manteiga sem sal, derretida e fria
1/2 colher (chá) de sal
450 g (3 1/2 xícaras) de farinha para pães – Eu usei metade farinha para pães, metade farinha comum. Tive que adicionar ¼ de xícara de farinha para dar o ponto, porque o clima estava bem úmido. Comece com a quantidade indicada e, se necessário, acrescente mais.

Para a cobertura, que não é opcional:

60 g (1/4 xícara) manteiga sem sal, em temperatura ambiente
2 colheres (sopa) de mel

Pãezinhos de Mel

Na tigela da batedeira planetária (ou em uma tigela grande), coloque o leite, o fermento biológico e o açúcar. Misture e reserve. Passados cinco a dez minutinhos, a mistura deve espumar, como se fosse o colarinho de uma cerveja. Se não estiver assim, algo deu errado: ou o seu fermento está velho ou o leite estava muito quente. De qualquer maneira, descarte a mistura e comece de novo!

Adicione o mel, o ovo, a gema, a manteiga derretida, o sal e a farinha. Sove com o batedor em formato de gancho (ou com a mão mesmo) por mais ou menos cinco minutos, até que a massa não esteja MUITO grudenta e você consiga moldá-la em uma bola. Se for preciso, acrescente mais farinha, mas com cuidado: a massa é um pouquinho grudenta mesmo e não é legal colocar muita farinha, para que aos pãezinhos não fiquem duros! No fim, tive que colocar ¼ de xícara a mais, uma colherada por vez.

Coloque a massa na tigela e cubra com plástico-filme. Deixe crescer em um lugar quentinho, sem vento, até que dobre de tamanho. Aqui, o processo levou 1 hora.

Quando a massa tiver dobrado de volume, dê um soquinho para desinflar e transfira-a para uma bancada enfarinhada. Eu dividi a massa em 32 partes, mas você pode dividir em 12-16 para pãezinhos de tamanho normal. Modele os pãezinhos em bolinhas e coloque-os sobre uma assadeira de 25 x 35 cm, untada ou coberta com silpat. Lembre-se que massa de pão não é brigadeiro – se você tentar enrolar como se fosse um brigadeiro, não vai ficar tão bonitinho. Este vídeo (em inglês, mas não faz diferença) mostra a técnica que eu uso – parece demorado, mas com o tempo você pega a manha e faz rapidinho!

Cubra os pães levemente com plástico-filme ou um pano de prato (não use aqueles felpudos!) e deixe crescer de novo, até que dobrem de volume.

Enquanto isso, prepare a cobertura: misture a manteiga e o mel e reserve em temperatura ambiente, para que não endureça.

Asse-os em forno pré-aquecido por cerca de 20-25 minutos, ou até que dourem e você ouça um som de oco quando der batidinhas na superfície.

Assim que saírem do forno, pincele-os GENEROSAMENTE com a manteiga de mel (eu usei mais da metade da manteiga). Deixe esfriar por alguns minutinhos e sirva com o resto da manteiga.

FREEZER: Se você conseguir essa proeza, coloque os pãezinhos frios em um saquinho ziploc e congele por até 3 meses.

Bolo de Chocolate – Devil’s Food Loaf

English version

Devil's Food Loaf

Pensei muito antes de decidir o tema do mês de maio: “poxa, queria fazer receitas com chocolate, mas né, logo depois da Páscoa, será que vale a pena, etc…” até que me dei conta que hey, quem é que enjoa de chocolate? 😀

Para abrirmos as Tertúlias de Chocolate, resolvi finalmente fotografar meu segundo bolo de chocolate favorito! O favorito, favorito mesmo é o que minha mãe faz, mas esse fica pra uma série específica no futuro…. 😛 O Devil’s food loaf é parecido, mas a cobertura é bem diferente – e a melhor parte!!!

Você vai precisar de:
45 g de cacau em pó – veja bem, não é chocolate em pó nem achocolatado!
¾ colher (chá) de bicarbonato de sódio
100 mL de água fervente
140 g de farinha de trigo
1 colher (chá) de fermento em pó
1 pitada de sal

3 ovos
223 g de açúcar mascavo
½ xícara de óleo
1 colher (chá) de extrato de baunilha

Para a cobertura:
60g de chocolate meio-amargo ou amargo –
14g de manteiga sem sal
2 colheres (sopa) de cacau em pó
2 colheres (sopa) de leite integral
½ colher (sopa) de mel

Devil's Food Loaf

Comece preparando a forma de bolo inglês (a minha media 11 x 21 cm): unte, forre com papel manteiga, deixando um excesso pra facilitar na hora de desenformar, e unte o papel manteiga. Isso vai ajudar a desenformar sem drama!

Em uma tigela pequena, misture o cacau e a água fervente com um fuê. Misture o bicarbonato e deixe esfriar por uns 20 minutos.

Em uma tigela, misture a farinha, fermento e sal com um fuê e reserve. Na batedeira, bata os ovos, açúcar e óleo até que vire um creme homogêneo. Misture a baunilha. Acrescente a mistura de farinha – nesta fase, eu costumo trocar e usar uma espátula de silicone. Junte a mistura de cacau e água, misturando bem.

Despeje a massa na forma. Agora é a parte diferente: bata a forma na bancada algumas vezes, para retirar bolhas de ar da massa! Não sei que coisa horrível acontece se você pular essa etapa, eu sempre bati 😀

Leve ao forno pré-aquecido e asse até que o bolo passe no teste do palito – aqui em casa, isso levou uns 50 minutos. Deixe esfriar na assadeira por uns 10 minutos antes de desenformar – você vai ver como o papel manteiga facilita o processo! Deixe esfriar completamente.

Quando o bolo estiver completamente frio, é hora de fazer a cobertura. Derreta o chocolate e a manteiga em uma panelinha em banho-maria. Enquanto o chocolate derrete, misture o cacau, leite e mel em outra panelinha e mexa bem, em fogo alto, até que comece a ferver. Peneire o conteúdo da segunda panelinha sobre a mistura de chocolate com manteiga, misturando bem (confesso que nem sempre peneiro, às vezes eu só misturo mesmo). Espalhe imediatamente sobre o bolo, porque a cobertura seca rapidinho.

Teste a sua força de vontade, deixando a cobertura secar por algumas horas antes de servir. 😀

Rolinhos de Canela e Nozes (Cinnamon Rolls)

English version

Cinnamon Rolls

E finalmente chegamos à CENTÉSIMA (!) receita do Tertúlias! Com esse frio, nada melhor do que um rolinho de canela quentinho! Essa receita é ótima para o café da manhã do dia dos namorados – você pode fazer hoje, congelar e esquentar no domingo.

Há muito tempo, testei uma receita maravilhosa da Technicolor Kitchen: pãezinhos de geleia. Foi a minha primeira tentativa de fazer qualquer coisa tipo rocambole e deu super certo. Depois de ter comido uns quatro pãezinhos, Sky virou e perguntou: quando você vai fazer cinnamon rolls?

Fui atrás de receita, mas nada me agradava muito. Então, resolvi o óbvio: usar a massa do pãozinho de geleia, mas fazer um recheio de canela da minha cabeça. Por nada não, mas ficou fantástico!

Para a massa, você vai precisar de:

1 ¼ colheres (chá) de fermento biológico seco

2/3 xícara (160ml) de leite integral morno

55g de açúcar cristal

450g de farinha de trigo comum

½ colher (chá) de canela em pó

1 pitada de sal

2 ovos, levemente batidos com um garfo

2 colheres (chá) de extrato de baunilha

100g de manteiga sem sal, derretida e fria

Para o recheio, você vai precisar de:

120 g de manteiga

3 colheres (sopa) de mel

3 colheres (sopa) de açúcar mascavo

1 ½ colheres (sopa) de canela

½ colher (sopa) de noz-moscada

1 xícara de nozes picadas

Para a cobertura, que é bem opcional, você vai precisar de:

Mais ou menos 1 xícara de açúcar de confeiteiro

Suco de limão

Obviamente, vamos começar pela massa. Em uma tigela grande, misture o fermento, o leite e uma pitada do açúcar. Reserve até espumar. Adicione a farinha, o resto do açúcar, a canela, o sal, os ovos, a baunilha e a manteiga e misture com uma espátula de silicione até incorporar os ingredientes.

Agora é muque (ou batedeira com batedor em formato de gancho): sove bem a massa, até que ela fique lisa e elástica. Quando isto acontecer, forme uma bola, coloque em uma tigela grande – ou a tigela original, sabe como é. Cubra com filme plástico e deixe crescer em um lugar quentinho até dobrar de volume.

Cinnamon Rolls

Enquanto a massa cresce, prepare o recheio, que é bem fácil: basta derreter a manteiga e misturar o mel, açúcar, canela e noz-moscada. Pique as nozes e reserve.

Se você não tem uma bancada de mármore linda e grande, boa para abrir massas, faça como eu: cubra uma mesinha com plástico-filme, para facilitar abrir (e limpar depois).

Como ainda sobrou tempo, aproveite para untar a assadeira/pirex – a minha tem 30 x 20 cm e coube certinho.

Massa crescida, é hora de abrir. Polvilhe um pouco de farinha sobre a superfície e abra a massa com um rolo, formando um retângulo de mais ou menos 60 x 25 cm.

Espalhe o recheio sobre a massa, deixando uma bordinha de mais ou menos 1 cm sem recheio. Vai parecer que é pouco, mas espalhando bem você vai cobrir a massa direitinho. Cubra com as nozes.
Começando do lado mais longo, enrole a massa firmemente, como um rocambole. Parece tenso, mas não é – é só ir com calma. Ao terminar de enrolar, aprecie sua obra por 1 minuto, pensando “nossa, eu tenho a manha”. Corte em 12 pedaços mais ou menos iguais e coloque os pedaços (com o lado cortado para cima) na assadeira preparada.
Cubra com aquele pano de prato e deixe crescer novamente, agora por 40 minutos. Enquanto isso, preaqueça o forno, lave a louça, etc.
Cinnamon Rolls

Asse os pãezinhos por 25-30 minutos ou até que dourem e estejam assados por dentro. Deixe esfriar na forma por 10 minutos, e então desenforme com cuidado e transfira para a gradinha.
Se quiser, faça a cobertura. Coloque o açúcar de confeiteiro em uma tigelinha e acrescente suco de limão, uma colher por vez, mexendo bem até chegar no ponto da foto. Despeje sobre os rolinhos já mornos. Você também pode só polvilhar o açúcar de confeiteiro, fica bonito!
Como dá um trabalhinho, não vale a pena fazer metade da receita. Eu faço tudo e congelo de dois em dois (sem a cobertura). Daí é só descongelar! Se quiser quentinho (eu sempre quero), pulverize um pouquinho de água sobre os pãezinhos e leve ao forno por uns 10 minutos.

Biscoitos de Gengibre e Mel

Biscoitos de Gengibre e Mel

Para começar nossa série de biscoitos de Natal, nada melhor que estes delicados biscoitos de gengibre e mel! Eles são muito gostosos (não vou fazer só no Natal!) e, para melhorar, são muito fáceis.

A receita veio do sempre lindo Moldando Afeto. Aliás, corram lá pra ver esta receita lindamente ilustrada por ele! ♥

Lá, ele cortou em círculos com um cortador e polvilhou com açúcar antes de assar (acho). Como a minha ideia era fazer algo mais prático pra lidar com a correria de fim de ano, só fiz o rolinho tradicional da técnica de “fatiar-e-assar”, fatiei e… assei 😛

Você vai precisar de
450 g de farinha de trigo
110 g de açúcar mascavo
150 ml de mel
90 g de manteiga amolecida (em consistência de pomada)
2 ovos
1 colher (sopa) rasa de gengibre fresco ralado – da próxima vez, vou colocar mais. Achei bem suave, mas isso é porque eu sou a louca do gengibre. 😀
1 colher (chá) de fermento em pó
1/2 colher (chá) de sal

Em uma tigela que caibam todos os ingredientes, misture bem a manteiga com o açúcar – ele sugere usar um batedor de arame, mas eu tentei e não achei que deu muito certo, então fui pra espátula de silicone mesmo 😀 Quando eles estiverem bem incorporados, junte os ovos, batendo bem, e acrescente o mel e o gengibre. Misture bem para incorporar e coloque o fouet de molho, porque já não vamos mais precisar dele.

Acrescente o fermento e o sal, dê uma misturadinha pra incorporar e então coloque toda a farinha. Com a mão, misture bem, mas não em excesso: quando não enxergar mais pontinhos brancos de farinha, já está pronto. Resista à tentação de continuar brincando com a massa!

Divida a massa em duas partes. Despeje uma metade sobre uma folha de papel manteiga e faça um rolinho bem ajeitadinho. Repita o processo com a outra metade. Eu não tinha nenhum rolo de papel toalha vazio em casa, mas se você tiver, melhor: coloque o rolinho de massa dentro do rolo de papel toalha vazio, para que ele mantenha a forma cilíndrica, e leve ao freezer por duas horas. Se não for assá-los todos no mesmo dia, é legal enrolar os rolinhos em papel alumínio ou plástico filme, para formar uma segunda camada de proteção.

Tire o rolinho do freezer. O certo seria descongelar por algumas horas na geladeira, mas quem é que vai ter saco pra isso? Com uma faca bem afiada, corte rodelas de mais ou menos 0,5 cm e coloque em uma assadeira forrada com silpat ou papel manteiga.

Biscoitos de Gengibre e Mel

Asse, em forno preaquecido, por 8-12 minutos, ou até dourar levemente nas bordas. Transfira para uma gradinha, para que eles esfriem completamente. Daí é só colocar em um saquinho bonito e presentear!

Pão Australiano

Pão Australiano

Eu tinha três saudades panificadoras do Brasil: pão de milho, o pãozinho do Roadhouse Grill e o pão australiano do Outback. Ainda não consegui resolver a primeira saudade, a segunda superei com um pãozinho diferente, e a terceira superei LINDAMENTE com esta receita!

Adaptei levemente a receita do blog da Cecília (que conheci lá nos 365 dias de comida honesta). Eu só não coloco o fubá em cima do pão antes de assar, porque fubá NÃO EXISTE aqui 😀

Para dois ou três pães grandes e bonitos, você vai precisar de:

1 pacote de fermento biológico seco
2 colheres (sopa) de açúcar mascavo
2 colheres (sopa) de mel
250 ml de água morna
2 xícaras de farinha de trigo
1 xícara de farinha de centeio
2 colheres (sopa) de cacau em pó
2 colheres (sopa) de manteiga à temperatura ambiente
½ colher (chá) de sal

Comece com o básico de qualquer pão: misture o fermento biológico com os açúcares (no caso: açúcar mascavo e mel) e a água morna. O que é água morna? Água que você aguenta deixar seu dedo lá dentro por uns 10 segundos. 😀
Deixe espumar, o que leva alguns minutinhos.

Como sempre, você pode fazer na batedeira com o batedor em formato de gancho ou no muque. Já fiz dos dois jeitos, dá certo dos dois jeitos, etc.

Quando o fermento tiver espumado, peneire as farinhas e o cacau sobre o liquido e misture. Quando tiver bem misturado, acrescente a manteiga e o sal, arregace as mangas (ou ligue a batedeira) e sove! Na mão, o processo leva uns 10 minutos. Na batedeira, uns 4, talvez?

Coloque a massa em uma tigela, cubra com um pano e deixe descansar até dobrar de volume. Enquanto isso, vá descansar, tomar um banho, botar uma cerveja pra gelar, porque daqui a uma hora e quarenta minutos, você terá um pão delicioso pra petiscar.

Divida a massa em duas ou três partes e modele os pães, colocando-os em um tabuleiro untado e enfarinhado. O certo é polvilhar os pães com fubá neste momento, mas eu nunca fiz isso. Cubra de novo com um pano e deixe descansar até dobrar de volume, o que costuma levar uma hora.

Passados uns 40 minutos, ligue o forno, que precisa estar quente. Leve os pães para assar por uns 30-35 minutos, ou até que você ouça um som oco ao dar soquinhos no fundo.

Exerça todo seu autocontrole e deixe o pão esfriar um pouco antes de fatiar!

Meu avô gostou de comer PURO, sem nada mesmo! Eu costumo comer com hommus, mas na foto servi com uma pastinha vegana de feijão branco que é DIVINA e vai aparecer por aqui logo logo! 😀

Biscoitos de Mel (ou de Geleia)

Biscoitos de Mel

Estava eu de bobeira no Facebook um dia desses quando me deparei com essa foto. O siricotico que me bateu foi algo fora do comum!

Pinei a receita na hora, o que geralmente acalma o siricotico, mas a verdade é não sosseguei até fazer! Por algum motivo imbecil, no dia só fiz metade da receita. Erro crucial, já que os biscoitinhos desapareceram e eu mal consegui salvar dois para tirar a foto do post!

A receita inteira, da Technicolor Kitchen:
180 g de manteiga sem sal em temperatura ambiente
200 g de açúcar
1 colher (chá) de extrato de baunilha
1 ovo
375 g (ou 2 ¾ xícara) de farinha de trigo
½ colher (chá) de fermento em pó

Mel para preencher os biscoitinhos (ela falava em ¼ de xícara, não sei se vai isso tudo)

Silpat ou papel-manteiga para assar

Bata a manteiga, o açúcar e a baunilha até formar um creme claro. Adicione o ovo e bata bem. Acrescente a farinha e o fermento e misture bem até formar uma massa lisa.

Faça bolinhas do tamanho de um brigadeiro de festa. Coloque-os em uma assadeira forrada com papel manteiga, deixando uma distância de 2 dedos entre eles – não deixe-os muito juntinhos, já que eles irão esparramar um pouquinho durante o cozimento.

Leve para assar em forno pré-aquecido por 10 minutos.

“Eeeeerrr………. Ana, cadê o mel?”. Calma, a gente não esqueceu dele!

Passados 10 minutos, retire a assadeira do forno (mas não o apague!). Com a ponta de uma colher de pau, faça um buraquinho que NÃO atravesse o biscoito! Só uma cavidadezinha mesmo. Coloque ¼ colher de sopa de mel em cada buraquinho, com cuidado para não melecar muito. Leve de volta ao forno por 6 minutos, para terminar de assar.

Biscoitos de Mel

Com o cuidado que você teria para manusear uma bomba atômica, use uma escumadeira/espátula para retirar cada biscoitinho da forma – eles ainda estarão um pouquinho molengas. Deixe esfriar por mais ou menos uma hora e pronto!

Como variação, você pode rechear os biscoitinhos com geleia. Ficou gostoso também, mas com mel ficou melhor!