Arquivos de Tag: macarrão

Macarrão com Camarões e Espinafre

English version

Macarrão com Camarão e Espinafre

Atrasamos, mas não falhamos! A receita não entrou na sexta-feira por um excelente motivo: estava viajando para a formatura da minha irmã!

Para abrirmos as Tertúlias do Mar, resolvi finalmente fazer uma das inúmeras receitas em vídeo salvas no Facebook – vocês também salvam mil coisas lá e nunca lembram de olhar? Tem algum grupo de apoio, viciados em salvar links anônimos? Tou precisando! 😀

De qualquer maneira, foi bom ter finalmente dado uma olhada nos links salvos. Essa é uma daquelas receitas bem facinhas, que só suja uma panela, sem mistério, mas que impressiona!

Para 2 pessoas, usei:

½ pacote de macarrão – usei espaguete, mas acho que um mais grosso, como o linguine mesmo, ficaria melhor. Ou, se você quiser realmente impressionar, use massa fresca!
8 colheres (sopa) generosas de manteiga
250 g de camarão fresco, sem casca e sem aquela veia nojentinha!
200 g de espinafre, cortado grosseiramente
2 dentes de alho, amassados – não precisa nem dizer que usei mais, né?
¼ de xícara de parmesão ralado
2 colheres (sopa) de salsinha
1 colher (sopa) de orégano
azeite, sal, pimenta-do-reino e páprica

Macarrão com Camarão e Espinafre

Comece cozinhando o macarrão de acordo com o tempo da embalagem. Enquanto ele cozinha, separe os demais ingredientes, porque o processo é vapt-vupt mesmo. Quando estiver al dente, escorra a água e deixe o macarrão no escorredor mesmo.

Na panela que você cozinhou o macarrão, coloque 2 colheres de azeite e umas 2 colheres de manteiga. Deixe aquecer até que a manteiga derreta e coloque os camarões. Tempere com sal, pimenta-do-reino e páprica. Frite os camarões por uns cinco minutos, mexendo para cozinhar por igual. Coloque o alho e deixe fritar por um minutinho.

Macarrão com Camarão e Espinafre

Agora é hora de colocar o espinafre, mexendo sempre até que ele murche. Coloque o macarrão, o resto da manteiga, o orégano, a salsinha e o parmesão, misturando bem até toda a manteiga derreter.

Sirva imediatamente!

Macarrão 10 Minutos (Ou: Macarrão da Tia Leo)

Macarrão da Tia Leo

A minha cara de pau não conhece limites. Quando a Tia Leo veio nos visitar, o seguinte diálogo aconteceu:

Eu: “Ah, Tio Carlinhos, sabia que a Tia Leo vai fazer o Macarrão dela pro Tertúlias?”
Tia Leo e Tio Carlinhos: “Ahn?????”
Eu: “Bacana, né?”

Algumas risadas depois, colocamos a mão na massa. Na verdade, a Tia Leo fez tudo e eu só tirei as fotos, falei besteiras e comi! 😀 A versão tradicional é feita com linguiça calabresa, mas o papai teve a ideia brilhante de testarmos com frutos do mar.

500 g de macarrão parafuso (1 pacote)
800 g de molho de tomate (ou 2 sachês de molho pronto, porque a vida é assim mesmo)

250 g de creme de leite (ou 1 caixinha)

200 g de polvo
200 g de lula
500 g de camarão
1 limão, para dar uma lavada nos frutos do mar
1 cebola picadinha

Sal, pimenta do reino, páprica, etc.

Comece preparando o macarrão, que é incrivelmente difícil, extremamente técnico, blá-blá-blá. Coloque o molho e o macarrão na panela de pressão e cubra com água quente. Tampe e marque no celular 10 minutos. (Na panela da Tia Leo, são 12 minutos, mas a minha panela de pressão é grossa, bruta e ignorante).

Nestes 10 minutos, escalde os frutos do mar. Como o camarão e o polvo estavam pré-cozidos, nós escaldamos a lula duas vezes. Na segunda vez, colocamos o suco de um limão e todos os frutos do mar na mesma tigela, deixando por um minuto, mais ou menos, na água fervente.

Macarrão da Tia Leo

Desligue a panela de pressão quando o seu celular apitar os 10 minutos. Corte a cebola miudinha e refogue com um pouco de azeite. Quando ela estiver bem murchinha, acrescente os frutos do mar e tempere com um pouco de sal, pimenta do reino, páprica doce e o que mais der na telha.

Quando toda a pressão tiver saído da panela, abra e misture o creme de leite. Acrescente o refogado, misture bem, e sirva imediatamente.

[Guest Post] Macarrão com Cogumelos

[Guest Post] Macarrão com Cogumelos

[Nota: Esta receita foi feita (e escrita) pela Anna e foi originalmente postada na página do Facebook.]

Para a #quintadamassa eu queria aproveitar a receita do Gui, do Moldando Afeto. Assim que a #Ana me passou o link, uma mágica aconteceu: todos os cogumelos dos supermercados próximos à minha casa desapareceram. Foram exatamente 6 dias de procura e, quando eu já tinha desistido, eles voltaram (brigada Jesus). Foi a vez de sumir todas as marcas de macarrão do mercado e só sobrar a Barrilla.*

Mas essa foi fácil de resolver (comprei massa de outra marca na padaria). VALEU A PENA A ESPERA. Sério, quero fazer essa receita (que não é a mesma do link) todos os dias.

Para essa maravilha [para uma pessoa], você vai precisar de:
— uma medida de macarrão, de acordo com o ensinado aqui:
— 50g de cogumelos (eu usei shiitake)
— 1 taça de vinho branco
— 1 col de shoyu
— 2 col de creme de leite fresco (se usar o de caixinha, pode talhar quando for ao fogo)
— 2 col de manteiga (usei a sem sal)
— pimenta do reino ~agosto~
— alho poró
— macarrão achatadinho (linguini, talharini, fettucinni)
— alguns dias de espera, se Murphy não estiver do seu lado

Se os seus cogumelos não forem frescos, coloque-os em uma tigela e cubra com água, deixando descansar por 20 minutos. Eles deverão dobrar de tamanho. Coloque o macarrão pra cozinhar como de costume e, enquanto isso, leve os cogumelos em fatias ao fogo médio-alto com a manteiga, a pimenta do reino e o alho-poró. Doure-os enquanto o macarrão cozinha (por volta de 5-7 minutos). Após esse tempo, acrescente o shoyu + uma colher de sopa de vinho branco e deixe mais um minutinho. Desligue o fogo, misture o creme de leite (se quiser usar queijo, é essa a hora), escorra o macarrão e misture ao molho. Sirva acompanhado do restante da taça de vinho (:D ).

*Jogue “Barrilla + homofobia” no Google e não compre essa marca nunca mais você também.

Salada de Macarrão

Salada de Macarrão

OK. Eu sei. É um absurdo chamar isso de “salada”. Mas foi assim que eu aprendi. E gente, é fácil, é uma delícia, serve de acompanhamento, serve de prato principal, serve de lanche da madrugada…. Ou seja, é perfeito.

Essa é uma receita que PEDE pra ser feita em maior quantidade, porque ela fica mais gostosa ainda no dia seguinte, depois que ficou lá na geladeira um tempinho…. Vamos à receita.

Calorias: cada vez que você chama isso de “salada”, mais 400 calorias.

Ingredientes:
1 pacote de macarrão parafuso, ou fusilli se você quiser ser metido a italiano
3 latas de atum – ao óleo, tá no inferno, abrace o capeta de vez e largue daquela sem-gracice que é o atum em água
1 cebola grande, picadinha
1 lata de ervilha
1 pimentão da sua cor favorita – dessa vez não tinha, não usei, mas fica bom
2 tomates
1 cenoura grande, ralada – dessa vez não tinha, não usei, mas fica bom
2 beterrabas cozidas e cortadas em cubinhos – nunca tinha testado, resolvi inovar, ficou ótimo
Maionese (comece com meia xícara, talvez precise mais)
Shoyo
Temperos diversos (usei páprica, pimenta do reino e mostarda em pó)

Modo de preparo:

Essa é outra receita fácil, fácil. Comece cortando a beterraba em cubinhos. Cozinhe-a, escorra e deixe esfriar.

Coloque a água do macarrão para ferver.

Enquanto a água está fervendo, corte a cebola, o pimentão e o tomate. Rale a cenoura e escorra o atum e a ervilha. Procure uma tigela que caiba tudo. Misture os vegetais (eu preferi deixar a beterraba por cima, pra não ficar tudo cor de rosa, mas faça como achar melhor), o atum e os temperos. Coloque um pouco de shoyo – uma borrifada generosa, mais ou menos – e vá colocando maionese, misturando até dar um ponto de patê grosso. Reserve.

Quando o macarrão estiver cozido, escorra-o e misture a pasta de atum. Sirva morno ou frio. É um almoço perfeito para esses dias de calor!

Spaghetti alla Carbonara

Spaghetti alla Carbonara

Uma das coisas mais fáceis e mais metidas a besta que você pode fazer na cozinha!

Para duas pessoas, você vai precisar de:

200 g de espaguete (sim, diz a lenda que é só isso mesmo, cada um ganha 100 g)
Mais ou menos 150 g de bacon
2 ovos
Mais ou menos 100 g de queijo parmesão ralado grosso – não aquele pozinho com gosto estranho, por favor! Escolha um queijo gostoso, desses que você comeria puro.
1 dente de alho (opcional, mas altamente recomendável)
Pimentas variadas (eu usei páprica picante e pimenta do reino, ficou ótimo).

Você não está entendendo o quanto essa receita é fácil.

Corte o bacon em cubinhos e frite. Não tinha bacon em cubinhos em casa, só em tiras, e deu certo do mesmo jeito. Reserve.

Coloque a água do macarrão para ferver. Quando estiver fervendo, salgue e coloque o macarrão.

Prepare o molho: em uma tigelinha, bata os ovos, tempere com as pimentas e sal, se o seu bacon não for muito salgado. Acrescente o alho picado e metade do queijo. Reserve.

Agora é preciso ficar esperto e agir rápido: escorra o macarrão e devolva-o imediatamente à panela, FORA do fogo. Despeje o “molho” e o bacon e misture bem. O calor do próprio macarrão vai cozinhar levemente os ovos, formando um molhinho delicioso.

Coloque nos pratos, polvilhe com o restante do queijo e pronto! É só isso mesmo! 😀

ATENÇÃO: esta é uma receita que precisa ser consumida imediatamente. Não é pra fazer, esperar vinte minutos e comer. Sério. Por isso mesmo, é uma receita que não presta quando é requentada. Ajuste as quantidades à sua fome. 😀

Yakisoba Turbinado e Descarado

Yakisoba

Explico o descaramento: não tem quantidade exata, é tudo aproximado. Eu sei, eu odeio isso, mas fiz de olho – e na sua casa, você faz do jeito que achar melhor. Explico o turbinado: pus bacon! Não tem nada de tradicional, mas ficou espetacular, recomendo fortemente!!!!!

Ingredientes
– 500 g de carne (usei porco, mas você pode usar carne de vaca ou frango, ou uma mistura…. Ou pode fazer a versão #vegana, pulando a carne e o bacon!)
– 150 g de bacon
– 2 cenouras grandes, cortadas em palito
– 1 cebola grande, cortada em cubinhos
– ½ pimentão vermelho, cortado em palitinhos ou cubinhos
– 1 xícara de repolho roxo picadinho
– 1 xícara de brócolis – só as flores, guarde os talos pro caldo!
– 1 maço de acelga, cortado do jeito que a sua vó cortava couve – se a sua avó for mineira, claro
– 500 g de espaguete – se você quiser fazer com macarrão para yakisoba, melhor. Até parece que eu ia achar isso aqui no Uruguai!
– ½ xícara de molho de soja
– 1 xícara de água
– 3 colheres (sopa) generosas de maisena
– 1 colher (sopa) de açúcar – é, é isso mesmo, e não esqueça dele
– Mais ou menos 1 colher de sopa de gengibre ralado fininho (opcional porém essencial na minha opinião)

Modo de preparo:

Corte a carne em cubinhos ou em tirinhas e tempere com alguma pimentinha esperta. Corte o bacon em cubinhos (ou compre o que já vem em cubinhos). Refogue e avalie se precisa de sal. Eu não coloquei, porque achei que o sal do bacon deu conta do recado. Reserve.

Corte todas as verduras. Enquanto está cortando tudo, coloque a água do macarrão para ferver, porque sempre demora mais do que a gente imagina que vai demorar, é incrível.

Em uma panela grande, refogue a cebola com um pouquinho de azeite e acrescente a cenoura, porque ela precisa de mais tempo. Acrescente a carne e dê uma boa mexida.

Faça o molho, misturando em uma cumbuca/tigela/bowl/whatever o molho de soja, a água, o açúcar, a maisena e o gengibre. Misture bem até dissolver a maisena e despeje sobre as verduras.

Quando a cenoura já tiver amaciado um pouquinho (coisa de 5/10 minutos), coloque o brócolis, o pimentão e o repolho roxo e deixe cozinhar por mais uns outros 5 minutinhos. Agora é hora de acrescentar a acelga, mexendo sempre. Não se assuste com o volume. A acelga vai murchar MUITO, mas a ideia é essa mesmo. Quando a acelga murchar e o seu molho estiver meio grossinho no fundo, desligue o fogo.

Com sorte, a água do macarrão já vai ter fervido. Coloque o macarrão na panela, salgue a água e cozinhe conforme as instruções do pacote. Escorra o macarrão, acrescente o molho quente e se empanturre!!!