Arquivos de Tag: inverno

Sopa Caça-Vampiros

English version

Sopa Caça-Vampiro

Eu adoro alho. Sei que falo isso em todas as receitas com esse ingrediente, mas é verdade. E sempre coloco mais do que a receita pede, porque né, já falei que adoro alho? Dessa vez, procurando uma receita diferente de sopa para as Tertúlias de Inverno, encontrei uma da Deb que pedia exatamente 44 dentes de alho. Não tive coragem de alterar um número tão específico!

Sim, 44 dentes de alho são mais ou menos três cabeças de alho. Parecia muito, até pra mim! Não se preocupe: como 26 desses são assados, a receita fica bem suave. Mas o Eduardo disse que era sopa caça-vampiro, então o nome pegou (e vamos combinar que é muito mais legal do que “sopa de 44 dentes de alho”!) 😀

Para quatro porções de pessoas razoáveis (que na verdade foi o jantar para duas pessoas), você vai precisar de:

26 dentes de alho com casca
2 colheres (sopa) de azeite
2 colheres (sopa) de manteiga – eu botei “um tanto”
2 ¼ xícaras de cebolas cortadas fininhas – mais ou menos duas cebolas médias
1 ½ colheres (chá) de tomilho fresco – claro que eu botei “um tantinho”, quem é que mede isso?
18 dentes de alho, descascados
3 ½ xícaras de caldo de carne – para uma versão vegetariana, use caldo de legumes!
½ xícara de creme de leite
½ xícara de queijo parmesão, ralado fininho – sabia que parmesão não é vegetariano? É, eu também fiquei chocada quando descobri. Você pode substituir por outro queijo de sabor mais forte.
1 limão, cortado em quatro pedaços

Sopa Caça-Vampiro

O primeiro passo é assar os tais 26 dentes de alho. Pré-aqueça o forno a 200C, coloque os 26 dentes de alho em um refratário pequeno, cubra com o azeite e tempere com uma pitada generosa de sal e pimenta. Misture tudo para cobrir os alhos. Cubra o refratário com papel alumínio e asse por uns 45 minutos, até que ele fique macio. Deixe esfriar um pouquinho e faça uma coisa extremamente satisfatória: corte a pontinha e esprema cada um dos dentes de alhos em uma tigelinha.

Em uma panela grande, derreta a manteiga. Coloque a cebola e o tomilho e cozinhe até as cebolas fiquem transparentes – a Deb diz que leva uns seis minutos, o que faz sentido, porque aqui levou umas duas músicas bobinhas mesmo. Adicione o alho assado e os 18 dentes de alho crus e cozinhe por uma música ou 3 minutos. Coloque o caldo, tampe a panela e deixe ferver em fogo médio até que os dentes de alho estejam bem macios, o que deve levar uns 20 minutos.

Bata a sopa no liquidificador (com cuidado, aos poucos, para não se queimar) ou use o mixer. Adicione o creme de leite e deixe ferver novamente. Prove o tempero – ela usou sal e pimenta, eu também coloquei páprica porque né, sempre coloco páprica!

Mas Ana, e o queijo? E não tinha um limão aí também? Pois é. Na hora de servir, divida o queijo entre quatro tigelas. Coloque a sopa sobre o queijo, esprema um quarto do limão em cada porção e sirva!

Anúncios

Sopa de Cenouras Assadas

English version

Sopa de Cenouras Assadas

Cenouras bonitas no mercado, com aquela cara de “me compre”. Era a hora de fazer uma receita que tinha pinado há séculos. Sabe aquelas receitas que você acha que vai dar super certo, mas rola uma certa preguicinha de fazer? Então.

Mas a preguiça era besteira minha, porque ela é bem fácil – e maravilhosa! Sem dúvida, essa é uma das sopas mais interessantes que já fiz, provando mais uma vez que Patricia Scarpin é uma gênia. ❤ Pra variar, dei uma leve modificada na receita, porque sou enxerida.

A receita é vegetariana, mas para veganizar basta trocar o creme de leite por um creme de soja/arroz/etc.

Você vai precisar de

1 kg de cenoura – descasque e corte em pedaços grandes

350 g de cebola – mesmo esquema

Mais ou menos umas 3 colheres (sopa) de azeite

sal e pimenta-do-reino (botei páprica também)

Uns 5 dentes de alho, com casca e tudo (da série: coisas que pensei em colocar enquanto preparava a foto dos ingredientes 😀 )

1 colher (chá) de cominho em pó

1,5 litros de caldo de legumes – usei o caseiro, concentrado, e completei com água

250 mL de creme de leite fresco (ou um substituto vegano, se for o caso)

Coloque as cenouras, as  cebolas e os alhos com casca e tudo em uma assadeira. Despeje o azeite, o sal, a pimenta-do-reino, a páprica e o cominho. Misture bem e leve ao forno pré-aquecido por mais ou menos 40 minutos, ou até que a cenoura esteja macia.

Sopa de Cenouras Assadas

Quando ela estiver macia, coloque os ingredientes da assadeira em um processador/liqui, acrescente o caldo e bata. Eu, a #semliqui, coloquei tudo na panela mesmo e usei o mixer (amor eterno).

Quando tudo estiver bem batido, acrescente o creme de leite e aqueça a sopa até levantar fervura. Sirva imediatamente.

Sopa de Lentilhas

English version

Sopa de Lentilhas

AMO lentilhas. Antes, elas eram sinônimo de ano novo: vovó sempre fazia arroz com lentilhas (e muita linguiça/bacon), “come, traz fartura no ano novo”. Além de maravilhosas, ainda traziam dinheiro? Manda mais!

Embora tenha tentado, não fiquei milionária comendo lentilhas, mas isso não é razão para não fazer essa sopa deliciosa! 🙂

A receita original pedia cogumelos, mas não usei porque odeio. Mas eles são uma ótima ideia para veganizar a sopa… 🙂

Você vai precisar de:

400 g de lentilhas

2 cebolas médias

1 cenoura grande

150-200 g de bacon (a receita original pedia só 50 g, porque usava cogumelos também – troque por cogumelos para veganizar a receita)

1 litro de caldo de carne (usei o caseiro, concentrado, e completei com água -para veganizar a receita, você pode usar o caldo de legumes caseiro ou um cubinho de caldo)

1 litro de água

sal e pimentas (não use sal se for usar o caldo em cubinhos!)

Sopa de Lentilhas

Essa sopa não tem nenhum mistério: refogue o bacon, as cebolas e a cenoura. Quando o bacon estiver fritinho, coloque as lentilhas, o caldo e a água. Tempere com sal e pimenta-do-reino (usei um mix de pimentas).

Cozinhe por mais ou menos uma hora, até estar tudo bem macio. Daí, facílimo: coloque no liquidificador e bata! Como meu resolveu desistir da vida, mas o processador não (e a base é uma só pros dois), comprei um mixer. Estou apaixonada, super recomendo! Muito mais fácil de limpar do que o liqui 😀

Sirva imediatamente. Você pode fazer uma quantidade maior e congelar em um saquinho ziploc da vida. Descongele, coloque um pouco mais de água e aqueça!

Creme de Abóbora com Gorgonzola

English version

Creme de Abóbora com Gorgonzola

Está frio aí? Aqui está GELADO! Com a chegada oficial do inverno, é hora de uma temporada de sopas no Tertúlias! 🙂

Esta receita está guardada tem um tempinho. Fizemos quando a Tia Leo veio nos visitar ANO PASSADO. Aqui ainda estava frio, mas como já estava um calorão danado no Brasil, achei melhor não ostentar 😀

Quem fez, fez mesmo, foi a Tia Leo. Meu papel na execução da sopa foi tirar foto, dar pitaco e beber vinho! Tinha um pouco de birra com abóboras, porque achava chato de lidar, mas ela me ensinou o método FÁCIL: cozinhe com casca e tudo, depois retire a polpa! Duh! Muito mais fácil!

Você vai precisar de:

1 abóbora cabotiã média, cortada em pedaços (mas com casca, bem mais fácil)

2 tabletes de caldo de legumes, ou um litro do Caldo de Legumes caseiro (que não tinha pronto, #vergonha)

50 ml de creme de leite de caixinha ou fresco

60 g de queijo gorgonzola

Salsinha, cebolinha, etc, para servir

Corte a abóbora em pedaços grandes – A Tia Leo mandou avisar que tem que lavar antes, viu? 😀

Coloque os pedaços na panela de pressão e cubra-os com o caldo de legumes. Tampe a panela e espere pegar pressão. Quando isto acontecer, conte mais ou menos 8 minutinhos. Enquanto isso, esmague o gorgonzola, meça o creme de leite e pique as salsinhas. Desligue e espere sair a pressão.

Abra a panela e retire os pedaços de abóbora. Reserve o caldo do cozimento, porque vamos usar uma parte (ou quase todo). Agora que elas estão cozidas, fica muito mais fácil raspar a polpa!

Coloque as abóboras aos poucos no liquidificador, usando um pouco do caldo para bater – a textura deve ser um purê mais líquido, sabe? Precisei fazer este processo duas vezes para dar conta de toda a abóbora.

Creme de Abóbora com Gorgonzola

Volte o purê para a panela. Acrescente o creme de leite e o gorgonzola. Misture bem e deixe esquentar.

Acrescente as cebolinhas/salsinhas picadas e sirva com torradas! Aqui, comemos com o Pão Apressadinho, na versão integral!

Sopa de Tomates e Cenoura com Panquequinhas de Espinafre

Sopa de Tomate e Cenoura com Panqueca de Espinafre

O que dez entre dez #vós fazem quando está frio? Se você não respondeu “sopa”, caçaremos sua carteirinha do clube da 3a idade.

E o que você faz quando tem em casa cenoura, tomate e espinafre? A resposta mais que óbvia é sopa de tomate com cenoura e panquecas de espinafre. Claro, como não?

Para tanto, eu e a Anna tiramos a ideia de juntar as duas coisas (panqueca e sopa) do link do ótimo La Cucinetta, mas devemos advertir: foi só a ideia.

Para a sopa, que serviu bem a três pessoas, você vai precisar de (segurem a emoção): tomate (1 quilo) e cenoura (1/2 quilo). No mais,

– 1 cebola, refogada com azeite suficiente
– 1 talo de alho-poró (que tava fazendo aniversário na geladeira)
– 1 tapaué de caldo de legumes
– temperos a gosto (usamos sal, páprica e todas as pimentas da casa).

Refogue bem (bem mesmo, sem murrinhagem) a cebola e vá acrescentando a cenoura aos poucos. Corte a cenoura em pedaços finos pra cozinhar mais rápido #dica. Vá acrescentando o tomate. Depois de tudo bem unido e refogado, junte o caldo, abaixe o fogo e deixe cozinhar por mais ou menos meia hora (lembre-se de começar a fazer a sopa antes da fome apertar).

Não cometa nosso erro. Enquanto a sopa cozinha, vá fazendo as panquecas. Você vai precisar de:
– 1 receita básica de panquecas (1 ovo, 1 xícara de farinha, 1 xícara de leite ou água)
– 2 xícaras de espinafre cortado fininho (do jeito que sua avó corta couve pra refogar)
– novamente, temperos (sal, cominho, pimentas várias, basicamente tudo que você achar necessário)

Misture todos os ingredientes e acerte o sal. Em uma frigideira com um pouco de azeite, despeje uma concha de feijão da massa. Deixe fritar sem mexer até que você comece a ver bolhinhas na parte superior. Veja vários vídeos no YouTube sobre como virar panquecas, ou use uma espátula para virar e deixar fritar mais um pouquinho. Repita o processo até acabar a massa.

Quando a sopa estiver cozida, bata no liquidificador (nós preferimos deixá-la grossinha, mas é ao gosto do freguês). Volte ao fogo, acerte o que precisar de sal e temperos. Seja feliz e volte para dar seu #testemunho.