Arquivos de Tag: comida asiática

Camarão Empanado com Coco

English Version

Camarão Empanado Com Coco

Opa, pulamos uma semana! Mas na correria da festa de formatura da Gabi (que foi na quinta, mas nós festejamos na sexta e no sábado também! Hahahah!), não deu mesmo pra postar! Para compensar, hoje continuamos as Tertúlias do Mar com uma receita bem fácil e diferente, ótima para um happy hour!

A primeira vez que comi isso foi no único buffet de comida chinesa que conheço no Uruguai – e pensar que no Brasil tem um restaurante de comida chinesa em cada esquina, snif! A versão mais tradicional é a frita por imersão, mas resolvi fazer de uma forma menos chutação de balde e achei que ficou mais gostoso do que o original!

Você vai precisar de:

400 g de camarão limpo
1/3 de xícara de maisena
1 colher (chá) de sal
1 colher (chá) de pimenta caiena – você pode trocar por páprica, se preferir menos picante
2 xícaras de coco ralado – aqui usei o coco ralado normal, porque é só o que tem. Se você encontrar coco ralado em flocos não adoçados, vai ficar mais bonito!
3 claras

Para o molhinho:
Geleia de laranja, daquelas sem açúcar

Camarão Empanado Com Coco

Eu já disse que essa receita é muito fácil?

Comece preparando uma assadeira: pegue a assadeira e unte com azeite. Fim da preparação! 😀

Tempere a maisena com sal e a pimenta caiena. Coloque em um prato e reserve. Bata as claras rapidamente com um garfo e coloque em outro prato. Reserve. Coloque todo o coco em um terceiro prato e, adivinhe? Reserve também. 😀

Agora é só montar a linha de produção: pegue um camarão, passe na maisena, depois nas claras e por fim no coco. Coloque-o na assadeira e repita o processo até acabar! Como 400 g é bastante camarão, recomendo empanar vendo uma série, sabe como é. 😀

Leve para assar em forno preaquecido por 7 minutos. Quando der o tempo, retire a assadeira do forno, vire os camarões para que eles dourem do outro lado e asse por mais 7 minutos.

Enquanto o camarão assa, faça o molhinho: em uma panelinha, dissolva a geleia com algumas colheres de de água, para que ela amoleça. Quando levantar fervura, desligue o fogo. Coloque em um potinho fofo e sirva!

Anúncios

Rolinho Primavera Vietnamita

English version

Rolinhos Primavera Vietnamitas

Um amigo tem um restaurante “portas fechadas” aqui em Punta, de inspiração asiática. Quando fui pela primeira vez, vi no cardápio a opção de rolinhos primavera e já pensei no tradicional, chinês e frito. Em vez disso, recebi umas trouxinhas de vegetais frescos e crus. Provei suspeitando de tudo, mas amei! Bem leve e fresquinho!

Para finalizarmos as Tertúlias de Verão, resolvi fazer essa receita. Ela não é difícil, mas dá um pouco de trabalho fazer vários rolinhos. Mas o resultado compensa muito – e eles duram alguns dias na geladeira, servindo como um lanchinho saudável no verão. Além disso, eles são muito versáteis: você pode rechear como quiser. Eu fiz uma versão vegana, mas você pode colocar camarões cozidos, por exemplo.

O papel de arroz para fazer esses rolinhos pode ser encontrado em lojas de produtos naturais/orientais. Aqui, encontrei na seção gluten-free do supermercado (a população celíaca no Uruguai é aparentemente grande: a seção gluten-free existia mesmo antes da modinha e várias empresas nacionais fazem produtos sem glúten).

As quantidades listadas são só uma sugestão. Ajuste conforme o seu gosto!

1 pacote de discos de papel de arroz

1 pepino cortado em tirinhas – idealmente, cortado em julienne, mas eu ainda não dominei esse corte…

1 cenoura cortada em tirinhas

1/3 de pimentão verde em tirinhas

1/3 de pimentão vermelho em tirinhas

1/3 de pimentão amarelo em tirinhas

1/2 cebola roxa, cortada em fatias finas

1 pacote de broto de feijão – broto de alfafa seria ainda mais legal, mas não achei no mercado! 😀

Folhas de menta

Folhas de alface

Molho

4 colheres (sopa) de shoyo – tradicionalmente, usa-se molho de peixe tailandês (comprado em lojas de produtos asiáticos), mas aí a receita deixa de ser vegana. Eu testei das duas formas e as duas ficam boas.

1 colher (sopa) de açúcar

suco de meio limão

2 alhos picadinhos

1 xícara de água.

Rolinhos Primavera Vietnamitas

Comece cortando toooooodos os vegetais em tirinhas.

Quando você tiver cortado tudo, monte sua estação de trabalho: os vegetais, o broto de bambu, a menta, os discos de papel de arroz, um prato fundo cheio de água para hidratar os discos, um pano de prato limpo e um prato para colocar os rolinhos prontos.

Coloque um disco de papel de arroz no prato com água e deixe hidratar por um minuto. Você vai ver que ele amolece bastante! Com cuidado, retire do prato e coloque sobre o pano, tentando deixar esticado. Nas primeiras vezes, talvez seja um pouco trabalhoso, mas logo você pega o jeito!

Coloque os ingredientes do recheio no centro do disco, tentando não encher muito. Dobre a parte de baixo do disco para cobrir o recheio, dobre os lados para dentro, formando um envelope e dobre a parte de cima, fechando o rolinho. Repita esse processo até acabar o recheio ou os disquinhos 😀

Misture os ingredientes do molho e sirva!

Yakisoba Turbinado e Descarado

Yakisoba

Explico o descaramento: não tem quantidade exata, é tudo aproximado. Eu sei, eu odeio isso, mas fiz de olho – e na sua casa, você faz do jeito que achar melhor. Explico o turbinado: pus bacon! Não tem nada de tradicional, mas ficou espetacular, recomendo fortemente!!!!!

Ingredientes
– 500 g de carne (usei porco, mas você pode usar carne de vaca ou frango, ou uma mistura…. Ou pode fazer a versão #vegana, pulando a carne e o bacon!)
– 150 g de bacon
– 2 cenouras grandes, cortadas em palito
– 1 cebola grande, cortada em cubinhos
– ½ pimentão vermelho, cortado em palitinhos ou cubinhos
– 1 xícara de repolho roxo picadinho
– 1 xícara de brócolis – só as flores, guarde os talos pro caldo!
– 1 maço de acelga, cortado do jeito que a sua vó cortava couve – se a sua avó for mineira, claro
– 500 g de espaguete – se você quiser fazer com macarrão para yakisoba, melhor. Até parece que eu ia achar isso aqui no Uruguai!
– ½ xícara de molho de soja
– 1 xícara de água
– 3 colheres (sopa) generosas de maisena
– 1 colher (sopa) de açúcar – é, é isso mesmo, e não esqueça dele
– Mais ou menos 1 colher de sopa de gengibre ralado fininho (opcional porém essencial na minha opinião)

Modo de preparo:

Corte a carne em cubinhos ou em tirinhas e tempere com alguma pimentinha esperta. Corte o bacon em cubinhos (ou compre o que já vem em cubinhos). Refogue e avalie se precisa de sal. Eu não coloquei, porque achei que o sal do bacon deu conta do recado. Reserve.

Corte todas as verduras. Enquanto está cortando tudo, coloque a água do macarrão para ferver, porque sempre demora mais do que a gente imagina que vai demorar, é incrível.

Em uma panela grande, refogue a cebola com um pouquinho de azeite e acrescente a cenoura, porque ela precisa de mais tempo. Acrescente a carne e dê uma boa mexida.

Faça o molho, misturando em uma cumbuca/tigela/bowl/whatever o molho de soja, a água, o açúcar, a maisena e o gengibre. Misture bem até dissolver a maisena e despeje sobre as verduras.

Quando a cenoura já tiver amaciado um pouquinho (coisa de 5/10 minutos), coloque o brócolis, o pimentão e o repolho roxo e deixe cozinhar por mais uns outros 5 minutinhos. Agora é hora de acrescentar a acelga, mexendo sempre. Não se assuste com o volume. A acelga vai murchar MUITO, mas a ideia é essa mesmo. Quando a acelga murchar e o seu molho estiver meio grossinho no fundo, desligue o fogo.

Com sorte, a água do macarrão já vai ter fervido. Coloque o macarrão na panela, salgue a água e cozinhe conforme as instruções do pacote. Escorra o macarrão, acrescente o molho quente e se empanturre!!!