Arquivos de Tag: coco ralado

Camarão Empanado com Coco

English Version

Camarão Empanado Com Coco

Opa, pulamos uma semana! Mas na correria da festa de formatura da Gabi (que foi na quinta, mas nós festejamos na sexta e no sábado também! Hahahah!), não deu mesmo pra postar! Para compensar, hoje continuamos as Tertúlias do Mar com uma receita bem fácil e diferente, ótima para um happy hour!

A primeira vez que comi isso foi no único buffet de comida chinesa que conheço no Uruguai – e pensar que no Brasil tem um restaurante de comida chinesa em cada esquina, snif! A versão mais tradicional é a frita por imersão, mas resolvi fazer de uma forma menos chutação de balde e achei que ficou mais gostoso do que o original!

Você vai precisar de:

400 g de camarão limpo
1/3 de xícara de maisena
1 colher (chá) de sal
1 colher (chá) de pimenta caiena – você pode trocar por páprica, se preferir menos picante
2 xícaras de coco ralado – aqui usei o coco ralado normal, porque é só o que tem. Se você encontrar coco ralado em flocos não adoçados, vai ficar mais bonito!
3 claras

Para o molhinho:
Geleia de laranja, daquelas sem açúcar

Camarão Empanado Com Coco

Eu já disse que essa receita é muito fácil?

Comece preparando uma assadeira: pegue a assadeira e unte com azeite. Fim da preparação! 😀

Tempere a maisena com sal e a pimenta caiena. Coloque em um prato e reserve. Bata as claras rapidamente com um garfo e coloque em outro prato. Reserve. Coloque todo o coco em um terceiro prato e, adivinhe? Reserve também. 😀

Agora é só montar a linha de produção: pegue um camarão, passe na maisena, depois nas claras e por fim no coco. Coloque-o na assadeira e repita o processo até acabar! Como 400 g é bastante camarão, recomendo empanar vendo uma série, sabe como é. 😀

Leve para assar em forno preaquecido por 7 minutos. Quando der o tempo, retire a assadeira do forno, vire os camarões para que eles dourem do outro lado e asse por mais 7 minutos.

Enquanto o camarão assa, faça o molhinho: em uma panelinha, dissolva a geleia com algumas colheres de de água, para que ela amoleça. Quando levantar fervura, desligue o fogo. Coloque em um potinho fofo e sirva!

Bolinho de Mandioca, Coco e Queijo

English Version

Bolo de Mandioca, Coco e Queijo

O Tertúlias andou paradinho no último mês, né? A razão é forte: me mudei! Entre procurar apartamento, assinar contrato, tentar arrumar tudo, desistir e pedir ajuda da mamãe e do papai para fazer a mudança e, claro, trabalhar, ficou difícil postar aqui. Mas agora que já estou estabelecida na casa nova, é hora de correr atrás e encarar a pasta “Receitas com foto – só falta escrever”! Para começar, uma receita que fiz lá em Brasília e que vale MUITO a pena! 🙂

Assim que ganhei o livro da Rita Lobo, corri para marcar as receitas que só davam para fazer no Brasil: a salada de feijão fradinho e bacalhau, um nhoque de banana-da-terra (que acabei não fazendo) e este bolinho sensacional.

Ralar a mandioca foi muuuuuito chato. Pior foi a mamãe me contar, quando eu já estava terminando de ralar, que dá pra comprar a mandioca já ralada!!! >.< Fora a ralação (tudum-tss), a receita foi extremamente fácil.

Na hora que saiu do forno, pensamos “ah, vamos dividir um, só pra provar, já comemos muito hoje”. Depois da primeira mordida, tive que esconder dois pra foto, porque todo mundo ATACOU! Ficou MUITO gostoso! 🙂

Você vai precisar de

1 ½ xícara de mandioca sem casca, ralada grossa – sim, compre a mandioca já ralada 😀

2 ovos

¾ xícara de açúcar

¼ xícara de óleo

1 xícara de queijo meia-cura ralado fino – ACHO que usei queijo estepe. Mas qualquer queijo que seja firme, mas não duro como parmesão, serve! 😀 E ralei grosso, porque já estava cansada de ralar mandioca 😛

1 xícara de coco ralado seco

manteiga e maisena para polvilhar e sair dizendo que você fez um bolinho gluten-free, ou seja, saudável, ou seja, você pode comer todos de uma vez só sem estresse.

Bolo de Mandioca, Coco e Queijo

Comece colocando a mandioca ralada em uma tigela e cobrindo com ½ xícara de água. Enquanto ela descansa, unte a forma de cupcake e “enfarinhe” com maisena – vai fazer uma zona, tá? Não se estresse.

Em uma tigela grande, bata com o batedor de arame os ovos, o açúcar e o óleo, até obter um creme liso.

Aperte a mandioca em uma peneira para escorrer bem a água. À mistura de ovos, acrescente o coco, a mandioca e o queijo ralado. (PAUSA para falar que tentei, mas não consegui escrever “mandioca” sem pensar nesse vídeo [não é putaria, pode clicar]).

Coloque a massa nas forminhas, sem ultrapassar a borda e sem apertar a massa nas forminhas. Leve ao forno preaquecido por 30 minutos, mais ou menos, ou até dourar – é tão estranho fazer um bolo que não dá pra fazer o teste do palito!

Deixe esfriar UM POUQUINHO antes de desenformar. Tente se controlar e não comer todos de uma vez só.

Bolo Beto

Bolo Beto

Sabe aqueles bolos que são a cara da sua infância? Tenho dois. O bolo peteleco da mamãe (que nem adianta dar receita, nunca fica igual ao dela) e o Bolo Beto. Não sei de onde surgiu esse nome, aliás! Um dia desses me bateu uma lombriga saudosista e resolvi fazer. Como não tinha nem ideia, liguei pra mamãe.

Ela: “Sabe bolo bolo?” (Bolo de baunilha, simples)

Eu: “Sei. Tipo aquele do bolo de abacaxi?” (Aquele clássico dos anos 80!)

Ela: “Isso! Sai do forno, taca leite condensado e coco, pronto”.

Eu: “Ok, tenho que desligar, vou fazer isso AGORA!”

Achei que este fosse o tal bolo “Toalha Felpuda”, que o pessoal comia em aniversários, gelado, enrolado no papel alumínio, mas não é. O Bolo Beto é a versão simplificada, já que não vai leite de coco na massa e a cobertura consiste em TACAR uma lata de leite condensado por cima e fim de papo! 😀

5 colheres (sopa) de manteiga
1 1/2 xícaras (chá) de açúcar
3 ovos
1 xícara de leite
2 1/2 xícara de farinha de trigo
1 colher (sopa) de fermento químico
1 pitada de sal
1 tampinha de baunilha (unidade de vó, pobre sistema métrico)

Para a cobertura:
1 lata de leite condensado
Coco ralado

Como todo bolo de mãe dos anos 80/90, esta receita é bem prática e objetiva!

Bata o açúcar com a manteiga na batedeira até obter um creme. Aquele processo de sempre. Adicione os ovos, um a um, batendo bem a cada adição. Acrescente o leite, o sal, o fermento e a baunilha, batendo beeeeem.

Daí é só acrescentar a farinha, bater até formar bolinhas e despejar em uma forma untada – usei duas formas redondas de 20 cm, mas o tradicional mesmo é fazer em um tabuleiro retangular. Asse em forno pré-aquecido por uns 30 minutos, ou até que o palito saia limpo.

Neste momento, organização e capacidade de antecipar problemas serão cruciais. Dá até pra botar no currículo. ANTES DE TIRAR O BOLO DO FORNO, você vai:

– abrir a lata de leite condensado

– abrir o pacote de coco ralado

– achar um garfo limpo

– arrumar um espaço pra colocar a assadeira.

Retire o bolo do forno e imediatamente fure toda a superfície com o garfo, como se não houvesse amanhã. Despeje toda a lata de leite condensado sobre o bolo, espere alguns segundos para que o bolo comece a absorver a cobertura e despeje o coco ralado.

Sirva imediatamente, porque bolo bom é bolo morninho.

Brownies de Limão Siciliano e Coco

Brownies de Limão Siciliano e Coco

Então. Eu sei que tecnicamente brownie é com chocolate, que qualquer coisa diferente disso deveria se chamar “blondie”, mas a questão é a seguinte: esse era o nome da receita (sim, da Technicolor Kitchen). Não adianta, não vou mudar o nome 😀

Sempre faço quando preciso levar um docinho para um jantar com amigos. Sucesso garantido sem estresse! Para os preguiçosos (somos todos), aviso outra coisa fantástica dessa receita: ela suja uma panela e um fuê. SÓ. Nem a assadeira suja, porque a gente forra com papel alumínio! Espetáculo!

Eu adaptei UM POUQUINHO a receita, para reduzir o açúcar. Mas isso é porque eu gosto de bolos menos doces – se você for mais formiguinha, use os 350 g! E eu usei coco ralado normal, porque aqui não existe coco em flocos adoçados. Converti a receita para xícaras usando a calculadora do TudoGostoso – todas as vezes que fiz, usei a balança!

250g (1 ¼ xícara) de manteiga sem sal
300 g (2 xícaras, menos 2 colheres de sopa) de açúcar cristal
4 ovos
225g (2 xícaras, menos 2 colheres de sopa) de farinha de trigo
1 pitada de sal
1 xícara (100g) de coco ralado
raspas da casca de 2 limões sicilianos grandes
¼ xícara (60ml) de suco de limão siciliano
1 colher (chá) de extrato de baunilha
açúcar de confeiteiro, para polvilhar

Olha só que fácil. Comece ligando o forno para pré-aquecer e forrando uma forma de 20×30 cm com papel alumínio, deixando umas “alças” (veja a foto!). Unte bem o papel, tomando cuidado na para não rasgar.

Avalie bem a quantidade de ingredientes e encontre uma panela que você ache que caibam todos os ingredientes + uma sobra para misturar. ESSA É A PANELA que você vai sujar 😀

Derreta a manteiga nesta panela. Retire do fogo, misture o açúcar, e junte os ovos um a um, batendo bem até obter uma massa bonita.

Acrescente a farinha e o sal (o certo seria peneirar, mas eu fiquei com preguiça). Misture só até incorporar. Acrescente o coco, as raspas, o suco de limão e a baunilha. Misture tudo muito bem e despeje na forma.

Asse por uns trinta minutos (faça o teste do palito, sempre). Quando esfriar um pouquinho, use as alças para remover o bolinho/brownie/whatever da forma e deixe esfriar bem. Aí é só fazer a firulinha de polvilhar com açúcar de confeiteiro e servir!

Biscoitos de Açúcar Mascavo e Coco

Biscoitos de Açúcar Mascavo e Coco

Está com vontade de algo doce, mas não muito? Com gosto de casa de vó? Que combina super bem com aquele café passado na hora? Então… é esse. Só precisa lembrar de tirar a manteiga da geladeira por uma horinha, pra amolecer 😀

Esta receita foi levemente adaptada da Technicolor Kitchen, porque eu não tinha coco em flocos adoçados aqui – aliás, nunca encontrei no Uruguai! #pobrezas

Você vai precisar de:
2 xícaras de farinha de trigo
½ colher (chá) de fermento em pó
¼ colher (chá) de bicarbonato de sódio
¼ colher (chá) de sal
¼ colher (chá) de noz-moscada (da próxima vez vou colocar mais, achei o sabor muuuuito suave. Sabe o que também seria bom? CANELA ♥ )
½ xícara de manteiga em temperatura ambiente
½ xícara de açúcar mascavo
½ xícara de açúcar cristal
1 ovo
2 colheres (chá) de extrato de baunilha
1 colher (sopa) de leite
1 ½ xícaras de coco ralado

Misture a farinha, o fermento, o bicarbonato, o sal e a noz-moscada. Reserve.

Pegue sua batedeira (ou seu muque!) e bata a manteiga e os açúcares até obter um creme claro – é nessa hora que a manteiga em temperatura ambiente faz todo o sentido, imagina bater manteiga gelada no muque? 😀 😀

Acrescente o ovo, a baunilha e o leite e bata novamente. Adicione os ingredientes secos reservados e bata rapidamente, somente para incorporar a farinha.

Finalmente, com uma espátula, acrescente o coco. Novamente, não bata muito, é só para incorporar mesmo.

Agora o certo seria usar uma quantidade X de massa por biscoito, para fazer coisinhas uniformes e lindas como a da foto do site original.

OU você pode fazer umas bolinhas do tamanho daqueles brigadeiros que vendem na porta da faculdade (aqueles grandões, bons mesmo) e achatá-las com um garfo para dar o toque autêntico de biscoito de vó.

Leve para assar em forno preaquecido por mais ou menos 13 minutos, ou até que eles estejam douradinhos e ligeiramente firmes. TENTE deixa-los esfriar antes de comer, embora eu saiba que isso é algo humanamente impossível 😀

Quindim Forever Alone

1

Já viu receita de quindim? Doze mil ovos, dez kg de açúcar, etc. Sem noção. Você é só um. E quer UM quindim, não cento e cinquenta. Geralmente a resposta para este dilema é: 1) chorar; 2) levantar e comprar um quindim.

Hoje isso muda, porque você vai aprender a fazer o quindim forever alone. E ele é MUITO fácil.

Para um quindim satisfatório, você vai precisar de:

2 gemas
1 1/2 colheres (sopa) de açúcar
2 colheres (sopa) de coco ralado.

ATENÇÃO, essa é a única receita onde você deve usar colher normal, não a colher de medida (que cabe mais, transformando sua receita em um bombocado ¬¬).

Pré-aqueça seu forno.

Misture tudo rapidamente com um garfo, só para incorporar. Coloque em uma forminha de empada untada com manteiga e açúcar. Coloque a forminha com suas esperanças em um tabuleiro.

Leve ao forno e, quando estiver no forno, coloque água quente no tabuleiro até mais ou menos metade da altura da sua forminha. SIM, você vai assar o quindim em banho-maria. Colocar a água somente quando o tabuleiro já está no forno significa que você não vai se queimar, nem derramar água sobre a preciosa massa do seu quindim! 😀

Asse em forno médio até que a superfície esteja levemente dourada e firme. Aqui em casa, esse processo levou 15 minutos. Retire do forno (veja a foto, tirei com uma escumadeira) e, quando a forminha não estiver queimando sua mão, passe uma faquinha pelas bordas e desenfor

[Guest Post] Amor aos Pedaços da Tia Isa

[Guest Post] Amor aos Pedaços

[Nota: Esta receita foi feita (e escrita) pelo Rafael e foi originalmente postada na página do Facebook.]

Essa receita é um dos meus doces favoritos e, frequentemente, nas minhas visitas a Passos, eu sou brindado com um belo pedaço dessa maravilha feita pela minha Tia Eloisa. Essa receita vem de um livro mega antigo (confiram nas fotos) que pede para passar o abacaxi na ~máquina~ e manda adicionar leite na massa até que ela fique na consistência de massa de bolo, só que mais mole. É livro de profissional minha gente! Vamos lá!

Tempo de preparo: 1h30min

Trilha sonora: Amado Batista – Meu ex amor

Ingredientes:

Recheio:
1 abacaxi passado ligeiramente no processador/liquidificador
1 pacotinho de coco ralado
2 xícaras de açúcar (a receita pedia 4, faça por sua conta e risco! Hahaha)
3 ovos

Bolo:
3 xícaras de farinha de trigo
1 colher (sopa) de manteiga
3 ovos
1 colher (sopa) de fermento químico
1 xícara de açúcar refinado
2 xícaras de leite

Modo de Preparo:
Como diz o livrinho, faça primeiramente o recheio. É só levar todos os ingredientes ao fogo até obter um doce de consistência mole, como na foto! Demora uns bons 20 minutos, mas fica delícia e dá vontade de já parar por aqui e comer tudo! Não faça isso. Ele escurece mesmo, mas é porque o açúcar vai cristalizando. Aqui cabe uma ressalva: a receita pede pra usar 4 xícaras de açúcar, mas eu, sinceramente, acho um exagero. Com duas já ficou bem doce. De todo modo, se você preferir seguir tudo à risca, tá aí a quantidade original.

[Guest Post] Amor aos Pedaços

A parte do bolo é simples também. Não passa de uma receita normal de bolo com um pouco mais de leite. É só misturar todos os ingredientes e, no final, adicionar o leite, sempre batendo. Eu obtive a consistência pedida utilizando 2 xícaras, mas vá adicionando com calma quando for fazer, caso o ponto seja diferente para você.
Tudo misturado, pegue uma forma untada e enfarinhada (decentemente, pfv) e despeje metade da massa. Acrescente o doce (já frio!) espalhando bem e jogue o restante da massa por cima, alisando com a faca, como a receita pede. Mande tudo pra dentro do forno pré-aquecido e deixe até a parte de cima dourar. Na dúvida, faça o teste do palito! Quando esfriar, desenforme e decore com açúcar de confeiteiro! Não do jeito que eu fiz, pelamor de deus…caiu demais no pratinho, mas fotografei assim mesmo. #preguiça #fome