Arquivos de Tag: cacau em pó

Muffins de (Muito) Chocolate

English Version

Muffin de Chocolate e Iogurte

Para encerrarmos a série de muffins, nada melhor do que um muffin de chocolate BEM CHOCOLATOSO – leva cacau E chocolate em barra! Além disso, como a receita leva iogurte, eles ficam bem macios. Na verdade, eles estavam mais gostosos no segundo dia!

A única parte que vai dar trabalho é picar o chocolate! Eu faço com chocolate em barra mesmo, porque aqui não encontro gotas de chocolate decentes (só aquelas porcarias com gordura hidrogenada, ECA!). Se você encontrar gotas de chocolate decentes, seus muffins vão ficar ainda mais bonitos!

Essa receita rende MUITO: consegui 12 muffins normais e mais 15 mini-muffins! Acho que renderia uns 16-18 muffins normais no todo.

Você vai precisar de:

2 xícaras de farinha de trigo

1 xícara de açúcar

3/4 xícaras de gotas de chocolate meio amargo – da próxima vez vou colocar mais!

1/2 xícara de cacau em pó

1 colher (chá) de bicarbonato de sódio

1 colher (chá) de baunilha

1 ovo

1 xícara de iogurte natural

1/2 xícara de leite

1/2 xícara de óleo

1/4 de xícara de gotas de chocolate branco, para decorar

Muffin de Chocolate e Iogurte

A massa é a mais fácil de todas as receitas dessa série, já que nem precisa derreter manteiga! 🙂

Na tigela 1 (menorzinha), misture os secos. Na tigela 2 (maiorzinha, que cabe tudo), misture os molhados. Despeje os ingredientes secos na mistura dos molhados e misture com uma espátula. Como sempre, não é pra bater – massa de muffin é empelotadinha mesmo, é só misturar até não ver farinha e pronto.

Preencha as forminhas, sempre seguindo a regra de encher só até 3/4 da capacidade de cada uma delas. Coloque algumas gotas de chocolate branco por cima e leve para assar por 20 minutos, ou até que eles passem no teste do palito! 🙂

Deixe esfriar em uma gradinha e DEVORE!

Biscoitos de Chocolate e Café

Biscoitos de Chocolate e Café

Para encerrar a série de biscoitos de Natal, eu tinha feito os famosos World Peace Cookies (apelidados pelo Rafa de Biscoitos Miss Universo!). Só que depois fiquei pensando que eles não eram assim tão fáceis, que ninguém ia ter saco de fazer um biscoito mais trabalhoso na semana do Natal… então troquei. Saí procurando receitas fáceis de biscoitos de chocolate e acabei encontrando esta no site da Martha Stewart.

Dei uma adaptada porque ODEIO nibs de cacau, acho a coisa mais intragável do universo – depois de milho, claro. E também porque fiquei com preguiça de fazer a crostinha de açúcar (que é basicamente a que fizemos nos cookies da páscoa). Prometo não te julgar se você preferir seguir a receita dela à risca! 🙂

 

Você vai precisar de

1 ½ xícara de farinha de trigo

¾ xícara de cacau em pó

¼ colher (chá) de sal

2 colheres (sopa) de café solúvel – o Sky achou que ficaria legal colocar mais café, mas não sei como isso vai afetar a textura!

¼ colher (chá) de canela

1 xícara de açúcar

170 g de manteiga amolecida

1 ovo

1 colher (chá) de baunilha

 

Você pode usar a batedeira de mão ou a batedeira planetária, com o batedor em formato de pá. Ou pode usar o muque.

Comece do jeito de sempre: bata o açúcar com a manteiga amolecida por um ou dois minutos, até obter um creme fofo e mais claro do que a manteiga originalmente era. Não bata demais, pra que o biscoito não escorra na assadeira. Adicione o ovo e a baunilha, batendo até que tudo fique homogêneo.

Neste ponto, eu prefiro desligar a batedeira e ir pro muque, pra evitar mexer demais na massa.

Em uma tigela, misture bem todos os ingredientes secos com um batedor de arame, pra garantir que não tenha nenhuma pelotinha (ou peneire, se você for desses). TAQUE esta mistura na tigela da batedeira e misture com as mãos só até não ver mais pontinhos de farinha.

Se você acompanhou as demais receitas deste especial de Natal, pode pular o próximo parágrafo, porque você já sabe de cor! 😀

Divida a massa em duas partes. Despeje uma metade sobre uma folha de papel manteiga e faça um rolinho bem ajeitadinho. Eu não tinha nenhum rolo de papel toalha vazio em casa, mas se você tiver, melhor: coloque o rolinho de massa dentro do rolo de papel toalha vazio, para que ele mantenha a forma cilíndrica, e leve à geladeira por algumas horas – eu deixei uma hora no freezer, porque estava com pressa. Se não for assá-los todos no mesmo dia, é legal enrolar os rolinhos em papel alumínio ou plástico filme, para formar uma segunda camada de proteção.

Biscoitos de Chocolate e Café

Tire o rolinho do freezer. Com uma faca bem afiada, corte rodelas de mais ou menos 0,5 cm. Coloque em uma assadeira forrada com silpat ou papel manteiga.

Asse, em forno preaquecido, por 10-12 minutos. Eles devem estar quase firmes em cima, mas não secos. Transfira para uma gradinha, para que eles esfriem completamente. Coma todos e não divida com ninguEPA NÃO ERA ISSO TEXTO ERRADO! Embale em um saquinho fofo e presenteie!

Brownies de Cacau

Brownie de Cacau

Agosto, o mês de 455 dias, finalmente acabou, levando com ele a zica que estava me impedindo de postar aqui! Ufa!

Para celebrar, nada melhor do que uns brownies facílimos! Pra variar, esta receita veio da Technicolor Kitchen. Eu costumava fazer outros, mas estes viraram os brownies oficiais. Deliciosos, sujam só uma panela…. show!

Como sempre, eu fiz pesando, mas deixei as medidas em colheres/xícaras para facilitar.

10 colheres (sopa) – 140g – de manteiga sem sal
1 ¼ xícaras (250g) de açúcar
¾ xícara + 2 colheres (sopa) – 80g – de cacau em pó, sem adição de açúcar (nada de Nescau, pelamor)
¼ colher (chá) de sal½ colher (chá) de extrato de baunilha
2 ovos grandes
½ xícara (70g) de farinha de trigo

Forre uma assadeira de 20×20 cm com papel alumínio e unte com manteiga.

Em uma panela bem maior do que você precisaria, derreta a manteiga em banho-maria (é. Fiz assim, deu certo, faço sempre, etc). Acrescente o açúcar e o sal e misture. Misture o cacau em pó IMEDIATAMENTE. Retire a panela do banho-maria e deixe amornar.

Adicione a baunilha e os ovos (um a um), batendo bem a massa com uma espátula de silicone. Quando a massa estiver brilhante, junte a farinha e misture bem até que fique homogêneo.

AÍ, amiguinhos, é chegada a hora de gastar as calorias que você vai consumir. Depois de incorporar a farinha, a receita diz assim: “Aí bata vigorosamente – dê 40 boas batidas na massa usando uma colher de pau ou uma espátula de borracha/silicone”. E é isso mesmo. Você vai ver que a massa até muda um pouco de textura!

Despeje a mistura na assadeira, tentando dar uma alisadinha pra ficar mais bonitinho. Assei por mais ou menos 30 minutos, ou até que um palito saia… só meio sujinho. Use o papel alumínio como uma “alça” pra retirar a massa de dentro da forma e deixe esfriar antes de cortar. Sempre tentei fazer mais para ver se congelava, mas nunca sobra pra congelar!!!

Brownie de Cacau

Pão Australiano

Pão Australiano

Eu tinha três saudades panificadoras do Brasil: pão de milho, o pãozinho do Roadhouse Grill e o pão australiano do Outback. Ainda não consegui resolver a primeira saudade, a segunda superei com um pãozinho diferente, e a terceira superei LINDAMENTE com esta receita!

Adaptei levemente a receita do blog da Cecília (que conheci lá nos 365 dias de comida honesta). Eu só não coloco o fubá em cima do pão antes de assar, porque fubá NÃO EXISTE aqui 😀

Para dois ou três pães grandes e bonitos, você vai precisar de:

1 pacote de fermento biológico seco
2 colheres (sopa) de açúcar mascavo
2 colheres (sopa) de mel
250 ml de água morna
2 xícaras de farinha de trigo
1 xícara de farinha de centeio
2 colheres (sopa) de cacau em pó
2 colheres (sopa) de manteiga à temperatura ambiente
½ colher (chá) de sal

Comece com o básico de qualquer pão: misture o fermento biológico com os açúcares (no caso: açúcar mascavo e mel) e a água morna. O que é água morna? Água que você aguenta deixar seu dedo lá dentro por uns 10 segundos. 😀
Deixe espumar, o que leva alguns minutinhos.

Como sempre, você pode fazer na batedeira com o batedor em formato de gancho ou no muque. Já fiz dos dois jeitos, dá certo dos dois jeitos, etc.

Quando o fermento tiver espumado, peneire as farinhas e o cacau sobre o liquido e misture. Quando tiver bem misturado, acrescente a manteiga e o sal, arregace as mangas (ou ligue a batedeira) e sove! Na mão, o processo leva uns 10 minutos. Na batedeira, uns 4, talvez?

Coloque a massa em uma tigela, cubra com um pano e deixe descansar até dobrar de volume. Enquanto isso, vá descansar, tomar um banho, botar uma cerveja pra gelar, porque daqui a uma hora e quarenta minutos, você terá um pão delicioso pra petiscar.

Divida a massa em duas ou três partes e modele os pães, colocando-os em um tabuleiro untado e enfarinhado. O certo é polvilhar os pães com fubá neste momento, mas eu nunca fiz isso. Cubra de novo com um pano e deixe descansar até dobrar de volume, o que costuma levar uma hora.

Passados uns 40 minutos, ligue o forno, que precisa estar quente. Leve os pães para assar por uns 30-35 minutos, ou até que você ouça um som oco ao dar soquinhos no fundo.

Exerça todo seu autocontrole e deixe o pão esfriar um pouco antes de fatiar!

Meu avô gostou de comer PURO, sem nada mesmo! Eu costumo comer com hommus, mas na foto servi com uma pastinha vegana de feijão branco que é DIVINA e vai aparecer por aqui logo logo! 😀

Cajuzinhos em Duas Versões

Cajuzinho Tradicional

Quando fizemos a #sextabrega lá no Facebook, a ideia me veio na hora: quer algo mais brega que CAJUZINHO, gente? Eu nunca tinha feito, adorava, e ainda tinha uma caixinha de leite condensado trazida do Brasil…. Era óbvio. Peguei a receita rapidamente no site da Nestlé (fonte confiável, né?) e fui fazer, felizona, tirando foto, etc.
Cozinhei o cajuzinho, vendo que ele NÃO estava daquela cor tradicional, sabe? Ok, fiquei me sentindo meio idiota, era claro que estava faltando alguma coisa naquela receita! Enquanto esperava a massa esfriar, pesquisei e descobri que a receita tradicional leva chocolate em pó!

Como ainda tinha metade da caixinha, não me contive e fiz a versão tradicional. Sky, que não conhecia nenhum dos dois, achou o original melhor! 😀

Para o cajuzinho pálido, você vai precisar de:
1 lata de leite condensado
200 g de amendoim torrado sem pele
1 colher de sopa de manteiga

Para a versão tradicional, acrescente 4 colheres (sopa) de chocolate em pó

Amendoins (versão tradicional)/castanhas de caju (versão hipster) para decorar
Açúcar cristal para enrolar

Cajuzinho Pálido

Comece moendo o amendoim no liquidificador, batendo em pulsos. Você pode comprar amendoim já moído, mas prove antes de adicionar: ele pode estar rançoso! (Já aconteceu comigo, é uó)

Coloque o leite condensado, o amendoim moído, a manteiga e o chocolate em uma panelinha. Cozinhe em fogo baixo, misturando sempre até descolar da panela – sim, é como fazer brigadeiro. 😀

Transfira a massa para um prato untado com bastante manteiga e deixe esfriar bem. Se você for apressadinho como eu, vale colocar no freezer. Forme os cajuzinhos da melhor maneira possível, passe no açúcar cristal e decore com um amendoim (ou castanha de caju)!

Salame de Chocolate

Salame de chocolate

Quando perguntamos “qual o sabor da sua infância?”, minha irmã respondeu um clássico: salame de chocolate da Magali!

Para quem não sabe, lá pelo começo dos anos 2000 surgiu uma coleção sensacional de livros da Turma da Mônica: os manuais. Tinha “Manual de Esportes do Cascão”, “Manual de Mascotes do Bidu”, etc., e tinha o melhor de todos: o “Manual de Receitas da Magali”, com receitinhas simples para crianças.

Uma das primeiras receitas que fizemos daquele livro foi justamente o salame de chocolate. Quando estive em Brasília em setembro, resolvemos fazer e, para nossa felicidade, o gosto era bem como lembrávamos! 🙂

Calorias: Não, né, gente? Pelamor, se é da Turma da Mônica não tem caloria, por definição.

Você vai precisar de:
1 lata de leite condensado
1 colher generosa de manteiga ou margarina
3 colheres generosíssimas de Nescau (você pode fazer com cacau amargo, mas daí perde a característica de infância, gerando calorias)
1 pacote de 200 g de biscoito maisena (biscoito é doce, bolacha é salgada, the end).
1 pedaço gigante de papel alumínio, untado.

Peça pra sua irmã, que se recusou a fazer o brigadeiro alegando que salame de chocolate era com brigadeiro feito por outra pessoa, já que ela era muito nova pra mexer com fogão, para triturar o biscoito. Pode ser no liquidificador ou na mão mesmo. Reserve.

Em uma panela, leve ao fogo o leite condensado, a manteiga e o Nescau. Misture em fogo baixo até desgrudar da panela. SIM, é um brigadeiro comum normal de todos os fins de semana chuvosos!

Enquanto você mistura, peça pra sua irmã untar o pedaço gigante de papel alumínio. Se você não tiver irmã ou outro ajudante, unte ANTES de começar a fazer o brigadeiro.

Quando o brigadeiro estiver pronto, retire do fogo e junte de uma vez o biscoito. Use o muque para misturar tudo muito bem.

Despeje a massa sobre o papel alumínio formando mais ou menos um retângulo e enrole para formar um cilindro. Deixe esfriar um pouco sobre a bancada antes de levar à geladeira (ou ao freezer, se você for apressadinho como a gente) até firmar.

Corte em rodelas e entenda o nome da receita! 🙂