Arquivos de Tag: azeitonas

Tapenade

English version

Tapenade

Quando me mudei para o Uruguai, uma das coisas que tive que aprender foi cozinhar – ninguém sobrevive de macarrão, bolo, ovo mexido e patê de atum, né? (Sério, era mais ou menos esse meu repertório). Fui tentando fazer coisas simples, mas que fossem diferentes. Uma delas foi justamente a tal da tapenade, esse patê francês de azeitonas pretas.

A receita que eu fazia (não lembro onde encontrei!) levava quantidades iguais de azeitonas pretas e verdes, alho, sal, pimenta e manjericão. Simplesmente jogava tudo no processador, pulsava e pronto: patêzinho diferente e gostoso. Quando decidi que em fevereiro teríamos as Tertúlias de Patê, não tive dúvidas em incluir a tapenade. Então, fui buscar a “receita original, autêntica, bla bla bla”. Claro que não encontrei!

Encontrei várias receitas diferentes, cada uma acrescentando/omitindo alguma coisa. Confusa, tive que apelar para a Wikipedia, que disse que era uma receita com azeitonas, alcaparras, anchovas e alho! Então encontrei essa receita no The Guardian e resolvi fazer – acabei adaptando, sabe como é. Achei muito melhor do que a que fazia antes!

Ela não rende muito, o que é ótimo: é um patê de sabor bem forte, não precisa muito!

Você vai precisar de:

½ xícara de azeitonas pretas sem caroço

2 colheres (sopa) de alcaparras

2 filés de anchovas, escorridos – sempre tenho anchovas em casa, para fazer o molho da Salada Caesar … ou pra botar na pizza mesmo! Se você preferir uma receita vegana, basta omitir.

3 dentes de alho

1 colher (sopa) de orégano e/ou tomilho – usei ½ de cada

1 colher (sopa) de mostarda Dijon

Azeite, sal e pimenta a gosto – eu não usei sal, porque achei que as alcaparras e anchovas já tinham dado conta do recado.

Tapenade

Além de testar a receita “mais autêntica”, resolvi testar também o método mais tradicional: o pilão!

Pique grosseiramente as azeitonas, as alcaparras, as anchovas e o alho. Coloque tudo no pilão, acrescente as ervas e SOQUE (vocês conseguem falar isso sem rir? Eu não #quintasérie).

Soque bem até que fique uma pasta não muito grossa. Misture a mostarda e soque. Acrescente mais ou menos 2 colheres (sopa) de azeite e soque um pouquinho mais com o pilão. Tempere com sal e pimenta.

Ou…. jogue todos os ingredientes no processador, pulsando até que fique uma pasta pedaçuda! 😀

Torta de Atum

Torta de Atum

Você está de ressaca do carnaval? Bebeu, pulou e dançou (ou fez maratona na Netflix, o que é basicamente a mesma coisa) e agora quer algo rápido, porém gostoso? Essa torta é a solução dos seus problemas!

Você já deve ter tudo que precisa na despensa. Se não tiver azeitonas, pode botar palmito. Ou pode usar os dois, como na receita original! (http://www.spicyvanilla.com.br/2014/04/cinthianacozinha-torta-de-atum-palmito-e-azeitonas-pretas/)

Para a massa, você vai precisar de:

1 ¼ xícara de leite
½ xícara de azeite
½ cebola
1 ¼ xícara de farinha de trigo
1 colher (sopa) de fermento
Queijo parmesão ralado (a gosto, usei ¼ de xícara)
Sal (se o seu queijo não for muito salgado)
Pimenta do reino

Esqueci de tirar foto deste passo, mas é muito simples: jogue tudo no liquidificador! 😀 O ideal é colocar os líquidos primeiro, para facilitar na hora de bater. Não usei sal, porque meu queijo já era bem salgadinho, e caprichei na pimenta do reino. Reserve.

Para o recheio, você vai precisar de:

2 latas de atum, escorridas
A outra metade da cebola, picadinha
Umas 15 azeitonas pretas, picadas
Sal, orégano, páprica picante, alho (usei o seco, por motivos de preguiça)

Esse recheio é muito complexo e envolve uma técnica avançada de preparo. Preste bem atenção pra não errar: pegue uma tigela. Coloque todos os ingredientes. Misture.

[plateia exclamando: ooooooooooooh!]

Em um pirex BEM untado, despeje metade da massa, o recheio e a outra metade da massa. Um passo opcional, mas altamente recomendável, é cobrir a torta com bastante queijo parmesão ralado na hora!

Torta de Atum

Leve ao forno preaquecido por mais ou menos 30 minutos. Deixe esfriar por uns 15 minutos, se tiver este tipo de autocontrole, e sirva!