[Guest Post] Tomates Verdes Fritos

[Guest Post] Tomates Verdes Fritos

[Nota: Esta receita foi feita (e escrita) pelo Rafael e foi originalmente postada na página do Facebook]

Tempo de preparo: 40 minutos

Há algum tempo, assisti ao famoso drama “Tomates Verdes Fritos” (1991). A história me cativou tanto que a receita que dá nome ao filme nunca me saiu da cabeça: “um dia vou experimentar isso”. Como nunca encontrei nenhum lugar que vendesse esse prato, o jeito foi fazer!

(Façam o favor de assistir ao filme)

Baseado na receita original da Southern Living

Ingredientes:
3 tomates verdes médios cortados em rodelas grossas (aprox. 1 cm)
1 ovo grande
½ xícara de leite*
½ xícara de farinha de trigo (dividida em duas partes)
½ xícara de farinha de milho (eu usei aquela que tem flocos pequenos)
1 colher de chá de sal
½ colher de chá de pimenta do reino (eu botei mais =X)
Óleo vegetal
Sal a gosto (no final)

Modo de Preparo:
Esse prato precisa, acima de tudo, de organização para ser feito rapidamente e sem muita sujeira. Monte uma linha de produção com três pratos contendo os seguintes ingredientes:
Prato (1): ¼ xícara de farinha de trigo;
Prato (2): ovo levemente batido + leite;
Prato (3): ¼ xíc. farinha de trigo + ½ xíc. farinha de milho + sal + pimenta do reino.
O resto é fácil. Basta recobrir as rodelas de tomate com a farinha do prato 1, mergulhá-las em seguida no prato 2 e recobri-las novamente com a mistura do prato 3. Comece pegando cada rodela individualmente com o pegador novo de nylon que você comprou. Perca a paciência e faça todo o resto das rodelas ao mesmo tempo, pegando com a mão. Depois de empanadas, é só fritá-las em óleo bem quente até que fiquem douradas dos dois lados.

Eu coloquei óleo suficiente para cobrir as fatias por inteiro, mas fica a seu critério. Dá pra colocar menos óleo e ficar virando, mas haja paciência. Na hora de fritar, eu me esqueci de fechar a porta do quarto e fui dormir com o travesseiro cheirando a fritura, então #fikdik. Ao final, basta colocar os tomates sobre um papel toalha e temperar com sal, se achar necessário.

*A receita original pede “buttermilk”, mas essa coisa nem existe aqui no Brasil direito. Pelo que li, é um resíduo da produção de manteiga que deixa tudo mais gostoso. Se você encontrar, vá na fé! Se não encontrar, vá de leite mesmo ou utilize um substituto caseiro. Nesse caso, sugiro a dica do La Cucinetta.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: